Novas receitas

Viciado em Queijo: Combinações de Vinho com Sommelier, Queijeira Jessica Little

Viciado em Queijo: Combinações de Vinho com Sommelier, Queijeira Jessica Little

No fim de semana passado, fui à Geórgia para visitar uma das minhas pessoas favoritas, Jessica Little da Sweet Grass Dairy. Além de ela e sua família serem produtores de queijo estelares, Jessica é uma Sommelier certificada pelo The Court of Master Sommeliers, e eu sabia que ela era a pessoa perfeita a quem recorrer para obter algumas sugestões fantásticas para este projeto.

Então, aqui estão seus pares de cinco dos melhores Queijos americanos originais lá fora. Aproveitar!

Monte Verde
“Por ser uma camponesa de coração, adoro combinar Green Hill com um champanhe cultivado. Posso perceber como é difícil não apenas cultivar a terra, mas também se dedicar ao artesanato da produção. Um dos meus favoritos Grower Champagnes é NV Vilmart & Cie Grand Cellier Brut, Premier Cru Montagne de Reims. É 70% Chardonnay / 30% Pinot Noir e barril de carvalho fermentado para um estilo mais rico e untuoso. As bolhas cortam a gordura do creme duplo do queijo. Este emparelhamento se tornou um dos destaques da véspera de Ano Novo.

Claro, também sendo uma simples camponesa, posso desfrutar de um prosecco bem feito como o de Scarpetta ou Zardetto com o Morro Verde também. Esses são meus fogos de artifício diários. ”

Nevoeiro de Humboldt
“A primeira vez que ouvi Max McCalman dizer,‘ o que cresce junto vai junto ’, entendi imediatamente por que o Sauvignon Blanc do Loire combina tão bem com queijos de cabra. Meu importador de vinhos do Vale do Loire é Jon-David Headrick Selections. Seus vinhos são deslumbrantes, com muito caráter e sabor. Os dois que combinaram bem com Humboldt Fog são Claude Riffault Sancerre ‘Les Boucauds’ e Jean-Francois Merieau ‘L'Arpent de Vaudons’ Sauvignon Blanc. A acidez crocante, a mineralidade elegante e o frescor destacam os sabores picantes e terrosos do queijo. Este é um dos meus pares favoritos de primavera. ”

Reserva Pleasant Ridge
“Estive recentemente em Denver em um evento de queijo e tive a honra de sair com Andy Hatch. Ele é um dos queijeiros mais admirados do país (senão do mundo!) E começamos uma conversa sobre a complexidade dos sabores de seu queijo Pleasant Ridge Reserve. Eu realmente amo os sabores secundários de azeitonas pretas e ervas verdes secas, então quando penso em combinações de vinhos, tento destacar esses sabores. Um dos meus produtores domésticos favoritos é Arnot-Roberts, no norte da Califórnia. O 2015 Arnot-Roberts Sonoma Coast Syrah é incrível. É feito à moda antiga - cacho inteiro fermentado com leveduras nativas, envelhecido em barricas de carvalho francês neutro e não filtrado / não refinado. Nathan Roberts e Duncan Arnot fazem vinho no estilo do velho mundo, mas com sabores do novo mundo. Gosto de pensar que Jeremy e eu também fazemos queijos inspirados no velho mundo com leite com sabor do novo mundo.

Outra ótima combinação para Pleasant Ridge Reserve é a Spanish Rioja. Meus produtores favoritos são Bodegas Muga (experimente o Prado Enea Gran Reserva), Lopez de Heredia e La Rioja Alta. ”

Grayson
“Grayson é um queijo divertido para incluir em uma degustação de vinhos. Eu derramei bolhas, vinhos brancos não endurecidos, vinhos tintos e secos com este queijo de casca lavada. Meu favorito pessoal é um Barbaresco do Piemonte, no norte da Itália. Se eu tivesse que beber vinho de uma uva vermelha todos os dias pelo resto da minha vida, seria Nebbiolo. Eu amo o ácido alto, o tanino alto e o temperamento italiano de Nebbiolo. Um de meus produtores favoritos é uma cooperativa de 52 membros diferentes, chamada Produttori del Barbaresco. Eles fazem Barbaresco de vinícola único e mesclado muito consistente e saboroso. Também adoro qualquer coisa de Bruno Giacosa ou Giuseppe Cortese. ”

Rogue Smokey Blue
“Em nossa loja de queijos e restaurante, tenho dito frequentemente que Chenin Blanc é uma das variedades de uvas brancas mais subestimadas do mundo. A alta acidez abrasiva, a viscosidade mais alta e as notas frequentes de frutas tropicais ou de caroço, mel e gengibre combinam muito bem com o queijo. Adoro terminar uma refeição com um vinho de sobremesa e um queijo azul como o Smokey Blue. O 2010 Domaine Des Baumard Quarts de Chaume é alucinante. Sério complexo com um final que dura dias, é uma ótima combinação para os sabores azuis salgados, esfumados e pungentes. Se você gosta de algo um pouco mais seco, mas ainda meio seco, experimente o Damien Laureau Savennieres ‘Le Bel Ouvrage’. Damien Laureau é uma estrela do rock com Chenin Blanc. ”

Você pode acompanhar as aventuras de queijo de Raymond em Facebook, Twitter, e ele local na rede Internet. Reportagem adicional de Madeleine James.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa seus dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional, completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Da tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijos, ou um clube de queijos que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. está se tornando um ótimo destino para os amantes de queijo. Apenas alguns para tentar incluir, no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: picante Poplar Grove Tiger Blue semi-macio Farm House Alpine Ouro cremoso Salt Spring Island Juliette encharcado de vinho Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon e o picante, cerveja- lavado Haltwhistle PennyMede. Foto de Jennifer Gauthier

Na Upper Bench Winery and Creamery perto de Penticton, Shana Miller faz queijos que complementam os grandes vinhos de estilo Bordeaux de seu marido Gavin Miller. É a única vinícola do país onde o vinho e o queijo são produzidos no local, com um bar de degustação onde você pode provar os dois e um forno de pizza no pátio para autênticas pizzas napolitanas cobertas (naturalmente) com seu próprio queijo. Eles também têm um Curds & amp Corks Club, convenientemente entregando seus vinhos e queijos perfeitamente combinados à sua porta.

Os visitantes da vinícola e os membros do clube comem o grande King Cole Blue estilo Stilton da Miller, o amanteigado U & ampBrie e os adoráveis ​​queijos Upper Bench Gold.

Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie.

“Estamos em um estado de crescimento agora porque não podemos acompanhar”, diz a queijeira, que cronometrou seus queijos de acordo com os últimos lançamentos de vinho. “Os membros do nosso clube recebem seis garrafas de vinho e três queijos a cada três meses. Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie. ”

Rico, picante, ligeiramente salgado: o poderoso Poplar Grove Tiger Blue pode resistir a um vinho tinto ousado como o Cabernet Franc. Foto de Jennifer Gauthier

Na vinícola Lock & amp Worth próxima, os queijos Poplar Grove estão no menu da sala de degustação. Estudos mostram que o queijo melhora a experiência de degustação de vinho, diz o queijeiro Gitta Pedersen.

Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados.

“Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados”, diz Pedersen, cujos quatro queijos, incluindo o Harvest Moon de casca lavada e o ricamente venoso Tiger Blue, são oferecidos com quatro vinhos Lock & amp Worth.

Você encontrará tábuas de queijos - e combinações de vinho e queijo - em muitos restaurantes também. Forage in Vancouver irá emparelhar um voo de B.C. vinhos com queijos locais para iniciar a sua refeição. Um Assiette de Fromage começa a refeição no Au Comptoir, enquanto uma seleção de queijos é oferecida, ao estilo francês, com as sobremesas no Hawksworth e no Le Crocodile.

E se você quiser levar o queijo realmente a sério, há a nova Experiência de Degustação de Queijos L'Apéro em Victoria, com workshops de degustação de queijos e festas de degustação de vinhos e queijos, programadas ao longo do ano (aperocheeseexperience.com).

Então, seja o cremoso queijo de cabra Ruckles da Ilha de Salt Spring, a mussarela di bufala feita com leite de búfala na Natural Pastures ou o belo Brie da Golden Ears Cheesecrafters, B.C. os artesãos estão ocupados.

O monge e escritor francês François Rabelais chamou o queijo, o vinho e o pão de "Santíssima Trindade da mesa" - e ainda é a maneira mais fácil de entreter.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa seus dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional, completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Desde a tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijo, ou um clube de queijo que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. está se tornando um ótimo destino para os amantes de queijo. Apenas alguns para tentar incluir, no sentido horário do canto superior esquerdo: picante Poplar Grove Tiger Blue semi-macio Farm House Alpine Ouro cremoso Salt Spring Island Juliette encharcado de vinho Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon e o picante, cerveja- lavado Haltwhistle PennyMede. Foto de Jennifer Gauthier

Na Upper Bench Winery and Creamery perto de Penticton, Shana Miller faz queijos que complementam os grandes vinhos de estilo Bordeaux de seu marido Gavin Miller. É a única vinícola do país onde o vinho e o queijo são produzidos no local, com um bar de degustação onde você pode provar os dois e um forno de pizza no pátio para autênticas pizzas napolitanas cobertas (naturalmente) com seu próprio queijo. Eles também têm um Curds & amp Corks Club, convenientemente entregando seus vinhos e queijos perfeitamente combinados à sua porta.

Os visitantes da vinícola e os membros do clube comem tanto o grande King Cole blue estilo Stilton da Miller, o U & ampBrie amanteigado e os adoráveis ​​queijos Upper Bench Gold.

Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie.

“Estamos em um estado de crescimento agora porque não podemos acompanhar”, diz a queijeira, que cronometrou seus queijos de acordo com os últimos lançamentos de vinho. “Os membros do nosso clube recebem seis garrafas de vinho e três queijos a cada três meses. Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie. ”

Rico, picante, ligeiramente salgado: o potente Poplar Grove Tiger Blue pode resistir a um vinho tinto ousado como o Cabernet Franc. Foto de Jennifer Gauthier

Na vinícola Lock & amp Worth próxima, os queijos Poplar Grove estão no menu da sala de degustação. Estudos mostram que o queijo melhora a experiência de degustação de vinho, diz o queijeiro Gitta Pedersen.

Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados.

“Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são aprimorados”, diz Pedersen, cujos quatro queijos, incluindo o Harvest Moon de casca lavada e o ricamente venoso Tiger Blue, são oferecidos com quatro vinhos Lock & amp Worth.

Você encontrará tábuas de queijos - e combinações de vinho e queijo - em muitos restaurantes também. Forage in Vancouver irá emparelhar um voo de B.C. vinhos com queijos locais para iniciar a sua refeição. Um Assiette de Fromage começa a refeição no Au Comptoir, enquanto uma seleção de queijos é oferecida, ao estilo francês, com as sobremesas no Hawksworth e no Le Crocodile.

E se você quiser levar o queijo realmente a sério, há a nova Experiência de Degustação de Queijos L'Apéro em Victoria, com workshops de degustação de queijos e festas de degustação de vinhos e queijos, programadas ao longo do ano (aperocheeseexperience.com).

Então, seja o cremoso queijo de cabra Ruckles da Ilha de Salt Spring, a mussarela di bufala feita com leite de búfala na Natural Pastures ou o belo Brie da Golden Ears Cheesecrafters, B.C. os artesãos estão ocupados.

O monge e escritor francês François Rabelais chamou o queijo, o vinho e o pão de "Santíssima Trindade da mesa" - e ainda é a maneira mais fácil de entreter.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa seus dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional, completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Desde a tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijo, ou um clube de queijo que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. está se tornando um ótimo destino para os amantes de queijo. Apenas alguns para tentar incluir, no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: picante Poplar Grove Tiger Blue semi-macio Farm House Alpine Ouro cremoso Salt Spring Island Juliette encharcado de vinho Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon e o picante, cerveja- lavado Haltwhistle PennyMede. Foto de Jennifer Gauthier

Na Upper Bench Winery and Creamery perto de Penticton, Shana Miller faz queijos que complementam os grandes vinhos de estilo Bordeaux de seu marido Gavin Miller. É a única vinícola do país onde o vinho e o queijo são produzidos no local, com um bar de degustação onde você pode provar os dois e um forno de pizza no pátio para autênticas pizzas napolitanas cobertas (naturalmente) com seu próprio queijo. Eles também têm um Curds & amp Corks Club, convenientemente entregando seus vinhos e queijos perfeitamente combinados à sua porta.

Os visitantes da vinícola e os membros do clube comem o grande King Cole Blue estilo Stilton da Miller, o amanteigado U & ampBrie e os adoráveis ​​queijos Upper Bench Gold.

Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie.

“Estamos em um estado de crescimento agora porque não podemos acompanhar”, diz a queijeira, que cronometrou seus queijos de acordo com os últimos lançamentos de vinho. “Os membros do nosso clube recebem seis garrafas de vinho e três queijos a cada três meses. Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie. ”

Rico, picante, ligeiramente salgado: o poderoso Poplar Grove Tiger Blue pode resistir a um vinho tinto ousado como o Cabernet Franc. Foto de Jennifer Gauthier

Na vinícola Lock & amp Worth próxima, os queijos Poplar Grove estão no menu da sala de degustação. Estudos mostram que o queijo melhora a experiência de degustação de vinho, diz o queijeiro Gitta Pedersen.

Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados.

“Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são aprimorados”, diz Pedersen, cujos quatro queijos, incluindo o Harvest Moon de casca lavada e o ricamente venoso Tiger Blue, são oferecidos com quatro vinhos Lock & amp Worth.

Você encontrará tábuas de queijos - e combinações de vinho e queijo - em muitos restaurantes também. Forage in Vancouver irá emparelhar um voo de B.C. vinhos com queijos locais para iniciar a sua refeição. Um Assiette de Fromage começa a refeição no Au Comptoir, enquanto uma seleção de queijos é oferecida, ao estilo francês, com as sobremesas no Hawksworth e no Le Crocodile.

E se você quiser levar o queijo realmente a sério, há a nova Experiência de Degustação de Queijos L'Apéro em Victoria, com workshops de degustação de queijos e festas de degustação de vinhos e queijos, programadas ao longo do ano (aperocheeseexperience.com).

Então, seja o cremoso queijo de cabra Ruckles da Ilha de Salt Spring, a mussarela di bufala feita com leite de búfala na Natural Pastures ou o belo Brie da Golden Ears Cheesecrafters, B.C. os artesãos estão ocupados.

O monge e escritor francês François Rabelais chamou o queijo, o vinho e o pão de "Santíssima Trindade da mesa" - e ainda é a maneira mais fácil de entreter.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa os dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Da tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijos, ou um clube de queijos que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. está se tornando um ótimo destino para os amantes de queijo. Apenas alguns para tentar incluir, no sentido horário do canto superior esquerdo: picante Poplar Grove Tiger Blue semi-macio Farm House Alpine Ouro cremoso Salt Spring Island Juliette encharcado de vinho Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon e o picante, cerveja- lavado Haltwhistle PennyMede. Foto de Jennifer Gauthier

Na Upper Bench Winery and Creamery perto de Penticton, Shana Miller faz queijos que complementam os grandes vinhos de estilo Bordeaux de seu marido Gavin Miller. É a única vinícola do país onde o vinho e o queijo são produzidos no local, com um bar de degustação onde você pode provar os dois e um forno de pizza no pátio para autênticas pizzas napolitanas cobertas (naturalmente) com seu próprio queijo. Eles também têm um Curds & amp Corks Club, convenientemente entregando seus vinhos e queijos perfeitamente combinados à sua porta.

Os visitantes da vinícola e os membros do clube comem tanto o grande King Cole blue estilo Stilton da Miller, o U & ampBrie amanteigado e os adoráveis ​​queijos Upper Bench Gold.

Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie.

“Estamos em um estado de crescimento agora porque não podemos acompanhar”, diz a queijeira, que cronometrou seus queijos de acordo com os últimos lançamentos de vinho. “Os membros do nosso clube recebem seis garrafas de vinho e três queijos a cada três meses. Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie. ”

Rico, picante, ligeiramente salgado: o potente Poplar Grove Tiger Blue pode resistir a um vinho tinto ousado como o Cabernet Franc. Foto de Jennifer Gauthier

Na vinícola Lock & amp Worth próxima, os queijos Poplar Grove estão no menu da sala de degustação. Estudos mostram que o queijo melhora a experiência de degustação de vinho, diz o queijeiro Gitta Pedersen.

Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados.

“Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são aprimorados”, diz Pedersen, cujos quatro queijos, incluindo o Harvest Moon de casca lavada e o ricamente venoso Tiger Blue, são oferecidos com quatro vinhos Lock & amp Worth.

Você encontrará tábuas de queijos - e combinações de vinho e queijo - em muitos restaurantes também. Forage in Vancouver irá emparelhar um voo de B.C. vinhos com queijos locais para iniciar a sua refeição. Um Assiette de Fromage começa a refeição no Au Comptoir, enquanto uma seleção de queijos é oferecida, ao estilo francês, com as sobremesas no Hawksworth e no Le Crocodile.

E se você quiser levar o queijo realmente a sério, há a nova Experiência de Degustação de Queijos L'Apéro em Victoria, com workshops de degustação de queijos e festas de degustação de vinhos e queijos, programadas ao longo do ano (aperocheeseexperience.com).

Então, seja o cremoso queijo de cabra Ruckles da Ilha de Salt Spring, a mussarela di bufala feita com leite de búfala na Natural Pastures ou o belo Brie da Golden Ears Cheesecrafters, B.C. os artesãos estão ocupados.

O monge e escritor francês François Rabelais chamou o queijo, o vinho e o pão de "Santíssima Trindade da mesa" - e ainda é a maneira mais fácil de entreter.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa seus dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Da tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijos, ou um clube de queijos que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. está se tornando um ótimo destino para os amantes de queijo. Apenas alguns para tentar incluir, no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: picante Poplar Grove Tiger Blue semi-macio Farm House Alpine Ouro cremoso Salt Spring Island Juliette encharcado de vinho Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon e o picante, cerveja- lavado Haltwhistle PennyMede. Foto de Jennifer Gauthier

Na Upper Bench Winery and Creamery perto de Penticton, Shana Miller faz queijos que complementam os grandes vinhos de estilo Bordeaux de seu marido Gavin Miller. É a única vinícola do país onde o vinho e o queijo são produzidos no local, com um bar de degustação onde você pode provar os dois e um forno de pizza no pátio para autênticas pizzas napolitanas cobertas (naturalmente) com seu próprio queijo. Eles também têm um Curds & amp Corks Club, convenientemente entregando seus vinhos e queijos perfeitamente combinados à sua porta.

Os visitantes da vinícola e os membros do clube comem tanto o grande King Cole blue estilo Stilton da Miller, o U & ampBrie amanteigado e os adoráveis ​​queijos Upper Bench Gold.

Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie.

“Estamos em um estado de crescimento agora porque não podemos acompanhar”, diz a queijeira, que cronometrou seus queijos de acordo com os últimos lançamentos de vinho. “Os membros do nosso clube recebem seis garrafas de vinho e três queijos a cada três meses. Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie. ”

Rico, picante, ligeiramente salgado: o potente Poplar Grove Tiger Blue pode resistir a um vinho tinto ousado como o Cabernet Franc. Foto de Jennifer Gauthier

Na vinícola Lock & amp Worth próxima, os queijos Poplar Grove estão no menu da sala de degustação. Estudos mostram que o queijo melhora a experiência de degustação de vinho, diz o queijeiro Gitta Pedersen.

Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados.

“Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são aprimorados”, diz Pedersen, cujos quatro queijos, incluindo o Harvest Moon de casca lavada e o ricamente venoso Tiger Blue, são oferecidos com quatro vinhos Lock & amp Worth.

Você encontrará tábuas de queijos - e combinações de vinho e queijo - em muitos restaurantes também. Forage in Vancouver irá emparelhar um voo de B.C. vinhos com queijos locais para iniciar a sua refeição. Um Assiette de Fromage começa a refeição no Au Comptoir, enquanto uma seleção de queijos é oferecida, ao estilo francês, com as sobremesas no Hawksworth e no Le Crocodile.

E se você quiser levar o queijo realmente a sério, há a nova Experiência de Degustação de Queijos L'Apéro em Victoria, com workshops de degustação de queijos e festas de degustação de vinhos e queijos, programadas ao longo do ano (aperocheeseexperience.com).

Então, seja o cremoso queijo de cabra Ruckles da Ilha de Salt Spring, a mussarela di bufala feita com leite de búfala na Natural Pastures ou o belo Brie da Golden Ears Cheesecrafters, B.C. os artesãos estão ocupados.

O monge e escritor francês François Rabelais chamou o queijo, o vinho e o pão de "Santíssima Trindade da mesa" - e ainda é a maneira mais fácil de entreter.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa seus dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Da tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijos, ou um clube de queijos que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. está se tornando um ótimo destino para os amantes de queijo. Apenas alguns para tentar incluir, no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: picante Poplar Grove Tiger Blue semi-macio Farm House Alpine Ouro cremoso Salt Spring Island Juliette encharcado de vinho Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon e o picante, cerveja- lavado Haltwhistle PennyMede. Foto de Jennifer Gauthier

Na Upper Bench Winery and Creamery perto de Penticton, Shana Miller faz queijos que complementam os grandes vinhos de estilo Bordeaux de seu marido Gavin Miller. É a única vinícola do país onde o vinho e o queijo são produzidos no local, com um bar de degustação onde você pode provar os dois e um forno de pizza no pátio para autênticas pizzas napolitanas cobertas (naturalmente) com seu próprio queijo. Eles também têm um Curds & amp Corks Club, convenientemente entregando seus vinhos e queijos perfeitamente combinados à sua porta.

Os visitantes da vinícola e os membros do clube comem tanto o grande King Cole blue estilo Stilton da Miller, o U & ampBrie amanteigado e os adoráveis ​​queijos Upper Bench Gold.

Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie.

“Estamos em um estado de crescimento agora porque não podemos acompanhar”, diz a queijeira, que cronometrou seus queijos de acordo com os últimos lançamentos de vinho. “Os membros do nosso clube recebem seis garrafas de vinho e três queijos a cada três meses. Quando Gavin engarrafa rosé, com certeza estou fazendo Brie. ”

Rico, picante, ligeiramente salgado: o potente Poplar Grove Tiger Blue pode resistir a um vinho tinto ousado como o Cabernet Franc. Foto de Jennifer Gauthier

Na vinícola Lock & amp Worth próxima, os queijos Poplar Grove estão no menu da sala de degustação. Estudos mostram que o queijo melhora a experiência de degustação de vinho, diz o queijeiro Gitta Pedersen.

Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são realçados.

“Ao provar o queijo junto com o vinho, as pessoas saem com uma sensação totalmente nova, entendendo como ambos são aprimorados”, diz Pedersen, cujos quatro queijos, incluindo o Harvest Moon de casca lavada e o ricamente venoso Tiger Blue, são oferecidos com quatro vinhos Lock & amp Worth.

Você encontrará tábuas de queijos - e combinações de vinho e queijo - em muitos restaurantes também. Forage in Vancouver irá emparelhar um voo de B.C. vinhos com queijos locais para iniciar a sua refeição. Um Assiette de Fromage começa a refeição no Au Comptoir, enquanto uma seleção de queijos é oferecida, ao estilo francês, com as sobremesas no Hawksworth e no Le Crocodile.

E se você quiser levar o queijo realmente a sério, há a nova Experiência de Degustação de Queijos L'Apéro em Victoria, com workshops de degustação de queijos e festas de degustação de vinhos e queijos, programadas ao longo do ano (aperocheeseexperience.com).

Então, seja o cremoso queijo de cabra Ruckles da Ilha de Salt Spring, a mussarela di bufala feita com leite de búfala na Natural Pastures ou o belo Brie da Golden Ears Cheesecrafters, B.C. os artesãos estão ocupados.

O monge e escritor francês François Rabelais chamou o queijo, o vinho e o pão de "Santíssima Trindade da mesa" - e ainda é a maneira mais fácil de entreter.


N a Farmer’s Daughter em Sidney, o sommelier Tom Dai passa seus dias procurando o vinho perfeito para combinar com os queijos vendidos na loja de duplo propósito.

O domínio de Dai é o bar de vinhos, que se estende por trás da caixa de queijos bem abastecida da parceira Jessica Sommer em um espaço contemporâneo e luminoso. Com vários voos artesanais de queijo e vinho para experimentar, é o lugar perfeito para se instalar e explorar esta deliciosa simbiose.

“Se um vinho tem notas defumadas, procuramos um queijo que tenha sabores defumados. Para um queijo com casca de cogumelo, procuramos um vinho que tenha notas terrosas ”, diz Dai enquanto entrega uma combinação regional completa com notas de degustação detalhadas para queijos e vinhos.

O mundo do queijo é vasto, mas existem muitas novas oportunidades para aprender mais sobre a afinidade entre esses produtos de fermentação ancestrais. Desde a tábua de queijos com curadoria em seu bar de vinhos local a uma degustação técnica com um especialista em queijo, ou um clube de queijos que traz queijos locais raros diretamente à sua porta, o queijo artesanal está ganhando novo prestígio.

B.C. is becoming a great destination for cheese lovers. Just a few to try include, clockwise from top left: tangy Poplar Grove Tiger Blue semi-soft Farm House Alpine Gold creamy Salt Spring Island Juliette wine-soaked Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon and the pungent, beer-washed Haltwhistle PennyMede. Jennifer Gauthier photo

At Upper Bench Winery and Creamery near Penticton, Shana Miller makes cheeses that complement her husband Gavin Miller’s big Bordeaux-style wines. It’s the only winery in the country where both wine and cheese are produced on site, with a tasting bar where you can sample both, and a pizza oven on the patio for authentic Neapolitan pizzas topped (naturally) with their own cheese. They also have a Curds & Corks Club, conveniently delivering their perfectly paired wines and cheeses to your door.

Visitors to the winery and club members alike eat up Miller’s big, Stilton-style King Cole blue, buttery U&Brie and lovely Upper Bench Gold cheeses.

When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.

“We’re in a state of growth now because we can’t keep up,” says the cheesemaker, who times her cheeses to the latest wine releases. “Our club members get six bottles of wine and three cheeses every three months. When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.”

Rich, tangy, slightly salty: The powerhouse Poplar Grove Tiger Blue can stand up to a bold red wine like Cabernet Franc. Jennifer Gauthier photo

At the nearby Lock & Worth winery, Poplar Grove cheeses are on the tasting room menu. Studies show cheese improves the experience of tasting wine, says cheesemaker Gitta Pedersen.

When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced.

“When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced,” says Pedersen, whose four cheeses, including the washed-rind Harvest Moon and richly veined Tiger Blue, are offered with four Lock & Worth wines.

You’ll find cheese boards—and wine-and-cheese pairings—at many restaurants, too. Forage in Vancouver will pair a flight of B.C. wines with local cheeses to start your meal. Um assiette de fromage starts the meal at Au Comptoir, while a selection of cheeses is offered, in French style, with the desserts at Hawksworth and Le Crocodile.

And if you want to get really serious about cheese, there’s the new L’Apéro Cheese Tasting Experience in Victoria, with cheese tasting workshops, and wine and cheese tasting parties, scheduled throughout the year (aperocheeseexperience.com).

So whether it’s the creamy Ruckles goat cheese from Salt Spring Island, the mozzarella di bufala made from water buffalo milk at Natural Pastures, or the beautiful Brie from Golden Ears Cheesecrafters, B.C. artisan makers are busy.

The French monk and writer François Rabelais called cheese, wine and bread the “Holy Trinity of the table”—and it’s still the easiest way to entertain.


A t The Farmer’s Daughter in Sidney, sommelier Tom Dai spends his days looking for the perfect wine to match the cheeses sold in the dual-purpose shop.

Dai’s domain is the wine bar, which stretches behind partner Jessica Sommer’s well-stocked cheese case in the bright, contemporary space. With several artisan cheese-and-wine flights to try, it’s the perfect place to settle in to explore this delicious symbiosis.

“If a wine has smoky notes, we look for a cheese that has smoky flavours. For a cheese with a mushroomy rind, we look for a wine that has earthy notes,” Dai says as he delivers a regional pairing, complete with detailed tasting notes for both cheese and wine.

The world of cheese is vast, but there are many new opportunities to learn more about the affinity between these age-old products of fermentation. From the curated cheese board at your local wine bar to a technical tasting with a cheese expert, or a cheese club that brings rare local cheeses directly to your door, artisan cheese is gaining new cachet.

B.C. is becoming a great destination for cheese lovers. Just a few to try include, clockwise from top left: tangy Poplar Grove Tiger Blue semi-soft Farm House Alpine Gold creamy Salt Spring Island Juliette wine-soaked Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon and the pungent, beer-washed Haltwhistle PennyMede. Jennifer Gauthier photo

At Upper Bench Winery and Creamery near Penticton, Shana Miller makes cheeses that complement her husband Gavin Miller’s big Bordeaux-style wines. It’s the only winery in the country where both wine and cheese are produced on site, with a tasting bar where you can sample both, and a pizza oven on the patio for authentic Neapolitan pizzas topped (naturally) with their own cheese. They also have a Curds & Corks Club, conveniently delivering their perfectly paired wines and cheeses to your door.

Visitors to the winery and club members alike eat up Miller’s big, Stilton-style King Cole blue, buttery U&Brie and lovely Upper Bench Gold cheeses.

When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.

“We’re in a state of growth now because we can’t keep up,” says the cheesemaker, who times her cheeses to the latest wine releases. “Our club members get six bottles of wine and three cheeses every three months. When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.”

Rich, tangy, slightly salty: The powerhouse Poplar Grove Tiger Blue can stand up to a bold red wine like Cabernet Franc. Jennifer Gauthier photo

At the nearby Lock & Worth winery, Poplar Grove cheeses are on the tasting room menu. Studies show cheese improves the experience of tasting wine, says cheesemaker Gitta Pedersen.

When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced.

“When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced,” says Pedersen, whose four cheeses, including the washed-rind Harvest Moon and richly veined Tiger Blue, are offered with four Lock & Worth wines.

You’ll find cheese boards—and wine-and-cheese pairings—at many restaurants, too. Forage in Vancouver will pair a flight of B.C. wines with local cheeses to start your meal. Um assiette de fromage starts the meal at Au Comptoir, while a selection of cheeses is offered, in French style, with the desserts at Hawksworth and Le Crocodile.

And if you want to get really serious about cheese, there’s the new L’Apéro Cheese Tasting Experience in Victoria, with cheese tasting workshops, and wine and cheese tasting parties, scheduled throughout the year (aperocheeseexperience.com).

So whether it’s the creamy Ruckles goat cheese from Salt Spring Island, the mozzarella di bufala made from water buffalo milk at Natural Pastures, or the beautiful Brie from Golden Ears Cheesecrafters, B.C. artisan makers are busy.

The French monk and writer François Rabelais called cheese, wine and bread the “Holy Trinity of the table”—and it’s still the easiest way to entertain.


A t The Farmer’s Daughter in Sidney, sommelier Tom Dai spends his days looking for the perfect wine to match the cheeses sold in the dual-purpose shop.

Dai’s domain is the wine bar, which stretches behind partner Jessica Sommer’s well-stocked cheese case in the bright, contemporary space. With several artisan cheese-and-wine flights to try, it’s the perfect place to settle in to explore this delicious symbiosis.

“If a wine has smoky notes, we look for a cheese that has smoky flavours. For a cheese with a mushroomy rind, we look for a wine that has earthy notes,” Dai says as he delivers a regional pairing, complete with detailed tasting notes for both cheese and wine.

The world of cheese is vast, but there are many new opportunities to learn more about the affinity between these age-old products of fermentation. From the curated cheese board at your local wine bar to a technical tasting with a cheese expert, or a cheese club that brings rare local cheeses directly to your door, artisan cheese is gaining new cachet.

B.C. is becoming a great destination for cheese lovers. Just a few to try include, clockwise from top left: tangy Poplar Grove Tiger Blue semi-soft Farm House Alpine Gold creamy Salt Spring Island Juliette wine-soaked Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon and the pungent, beer-washed Haltwhistle PennyMede. Jennifer Gauthier photo

At Upper Bench Winery and Creamery near Penticton, Shana Miller makes cheeses that complement her husband Gavin Miller’s big Bordeaux-style wines. It’s the only winery in the country where both wine and cheese are produced on site, with a tasting bar where you can sample both, and a pizza oven on the patio for authentic Neapolitan pizzas topped (naturally) with their own cheese. They also have a Curds & Corks Club, conveniently delivering their perfectly paired wines and cheeses to your door.

Visitors to the winery and club members alike eat up Miller’s big, Stilton-style King Cole blue, buttery U&Brie and lovely Upper Bench Gold cheeses.

When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.

“We’re in a state of growth now because we can’t keep up,” says the cheesemaker, who times her cheeses to the latest wine releases. “Our club members get six bottles of wine and three cheeses every three months. When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.”

Rich, tangy, slightly salty: The powerhouse Poplar Grove Tiger Blue can stand up to a bold red wine like Cabernet Franc. Jennifer Gauthier photo

At the nearby Lock & Worth winery, Poplar Grove cheeses are on the tasting room menu. Studies show cheese improves the experience of tasting wine, says cheesemaker Gitta Pedersen.

When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced.

“When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced,” says Pedersen, whose four cheeses, including the washed-rind Harvest Moon and richly veined Tiger Blue, are offered with four Lock & Worth wines.

You’ll find cheese boards—and wine-and-cheese pairings—at many restaurants, too. Forage in Vancouver will pair a flight of B.C. wines with local cheeses to start your meal. Um assiette de fromage starts the meal at Au Comptoir, while a selection of cheeses is offered, in French style, with the desserts at Hawksworth and Le Crocodile.

And if you want to get really serious about cheese, there’s the new L’Apéro Cheese Tasting Experience in Victoria, with cheese tasting workshops, and wine and cheese tasting parties, scheduled throughout the year (aperocheeseexperience.com).

So whether it’s the creamy Ruckles goat cheese from Salt Spring Island, the mozzarella di bufala made from water buffalo milk at Natural Pastures, or the beautiful Brie from Golden Ears Cheesecrafters, B.C. artisan makers are busy.

The French monk and writer François Rabelais called cheese, wine and bread the “Holy Trinity of the table”—and it’s still the easiest way to entertain.


A t The Farmer’s Daughter in Sidney, sommelier Tom Dai spends his days looking for the perfect wine to match the cheeses sold in the dual-purpose shop.

Dai’s domain is the wine bar, which stretches behind partner Jessica Sommer’s well-stocked cheese case in the bright, contemporary space. With several artisan cheese-and-wine flights to try, it’s the perfect place to settle in to explore this delicious symbiosis.

“If a wine has smoky notes, we look for a cheese that has smoky flavours. For a cheese with a mushroomy rind, we look for a wine that has earthy notes,” Dai says as he delivers a regional pairing, complete with detailed tasting notes for both cheese and wine.

The world of cheese is vast, but there are many new opportunities to learn more about the affinity between these age-old products of fermentation. From the curated cheese board at your local wine bar to a technical tasting with a cheese expert, or a cheese club that brings rare local cheeses directly to your door, artisan cheese is gaining new cachet.

B.C. is becoming a great destination for cheese lovers. Just a few to try include, clockwise from top left: tangy Poplar Grove Tiger Blue semi-soft Farm House Alpine Gold creamy Salt Spring Island Juliette wine-soaked Little Qualicum Cheeseworks Tipsy Jill nutty Kootenay Alpine Cheese Co. Alpindon and the pungent, beer-washed Haltwhistle PennyMede. Jennifer Gauthier photo

At Upper Bench Winery and Creamery near Penticton, Shana Miller makes cheeses that complement her husband Gavin Miller’s big Bordeaux-style wines. It’s the only winery in the country where both wine and cheese are produced on site, with a tasting bar where you can sample both, and a pizza oven on the patio for authentic Neapolitan pizzas topped (naturally) with their own cheese. They also have a Curds & Corks Club, conveniently delivering their perfectly paired wines and cheeses to your door.

Visitors to the winery and club members alike eat up Miller’s big, Stilton-style King Cole blue, buttery U&Brie and lovely Upper Bench Gold cheeses.

When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.

“We’re in a state of growth now because we can’t keep up,” says the cheesemaker, who times her cheeses to the latest wine releases. “Our club members get six bottles of wine and three cheeses every three months. When Gavin’s bottling rosé, I’m definitely making Brie.”

Rich, tangy, slightly salty: The powerhouse Poplar Grove Tiger Blue can stand up to a bold red wine like Cabernet Franc. Jennifer Gauthier photo

At the nearby Lock & Worth winery, Poplar Grove cheeses are on the tasting room menu. Studies show cheese improves the experience of tasting wine, says cheesemaker Gitta Pedersen.

When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced.

“When they taste the cheese along with the wine, people come away with a whole new sensation, understanding how both are enhanced,” says Pedersen, whose four cheeses, including the washed-rind Harvest Moon and richly veined Tiger Blue, are offered with four Lock & Worth wines.

You’ll find cheese boards—and wine-and-cheese pairings—at many restaurants, too. Forage in Vancouver will pair a flight of B.C. wines with local cheeses to start your meal. Um assiette de fromage starts the meal at Au Comptoir, while a selection of cheeses is offered, in French style, with the desserts at Hawksworth and Le Crocodile.

And if you want to get really serious about cheese, there’s the new L’Apéro Cheese Tasting Experience in Victoria, with cheese tasting workshops, and wine and cheese tasting parties, scheduled throughout the year (aperocheeseexperience.com).

So whether it’s the creamy Ruckles goat cheese from Salt Spring Island, the mozzarella di bufala made from water buffalo milk at Natural Pastures, or the beautiful Brie from Golden Ears Cheesecrafters, B.C. artisan makers are busy.

The French monk and writer François Rabelais called cheese, wine and bread the “Holy Trinity of the table”—and it’s still the easiest way to entertain.


Assista o vídeo: Aula 113 - American Cheese Como fazer o Queijo Cremoso de fotos do Instagram. Cansei de Ser Chef (Outubro 2021).