Novas receitas

Pizza Marinara

Pizza Marinara

Aqueça o forno.

Para a bancada, despeje a farinha em uma tigela, coloque o azeite, o sal e o fermento no meio, acrescente o leite aos poucos, misturando com uma colher. Em seguida, sove uma massa leve até que não grude mais na sua mão. Unte a forma para pizza com óleo, espalhe a massa e leve à geladeira por 20 minutos.

Enquanto isso, prepare o molho de tomate. Os tomates lavados e limpos da pele e do talo são misturados no liquidificador com os demais ingredientes.

Espalhe o molho de tomate sobre a massa da pizza, polvilhe com queijo ralado / mussarela, em seguida coloque os pedaços de salmão, azeitonas fatiadas, cebola picada e pimenta e alcaparras. O salmão foi grelhado com tomilho e manjericão e bastante suco de limão.

Polvilhe queijo ralado ou mussarela por cima e leve ao forno no fogo certo.


Deliciosa pizza napolitana caseira (estilo marinara)

Eu & # 8217fiz pizza antes & # 8211 usando métodos rápidos, métodos de trapaça e muito mais. No entanto, com todo esse tempo extra em mãos, pensei que finalmente era hora de aprender a fazer uma receita de massa de pizza autêntica ao estilo italiano. Esta receita de pizza napolitana Marinara (ou seja, & # 8216pizza marinara & # 8217) é feita com amor e mal posso esperar para compartilhar com vocês.

Tendo aprendido esse processo e pesquisado métodos tradicionais, tenho um novo respeito por todos que usam os métodos autênticos da pizza italiana. Chega de bases de pizza congeladas para mim Se alguma coisa eu & # 8217 agora estou desejando ter espaço para um forno de pizza tradicional & # 8211 pizza caseira no forno a lenha, eu desejo.


Eu sou Todd Wilbur, Hacker de comida crônica

Por 30 anos, venho desconstruindo os alimentos de marca mais icônicos da América para fazer as melhores receitas de clones originais para você usar em casa. Bem-vindo ao meu laboratório.

Inclui oito (8) receitas de 79 ¢ à sua escolha todos os meses!

($ 23,88 anualmente) *
Economize $ 12 vs. por mês

Inclui oito (8) receitas de 79 ¢ à sua escolha todos os meses!

Elaborar um clone da Lasagna Classico com assinatura do Olive Garden tornou-se a oportunidade perfeita para criar uma bela receita de lasanha em várias camadas que usa toda a caixa de macarrão de lasanha e enche a assadeira até o topo. Esta receita secreta faz uma lasanha que pesa quase 5 quilos na balança e alimenta bocas famintas por dias, com todas as deliciosas camadas copiadas diretamente do original Olive Garden cuidadosamente dissecado.

Encontrei algumas informações confiáveis ​​em um vídeo de um chef do Olive Garden demonstrando o que ele afirma ser a fórmula real em um noticiário do meio-dia, mas a receita foi abreviada para a TV e o chef deixou de fora algumas informações cruciais. Um ingrediente que ele visivelmente deixou de fora da receita é a camada secreta de queijo Cheddar localizada perto do meio da pilha. Eu não esperava encontrar Cheddar na lasanha, mas quando separei cuidadosamente as camadas de várias porções do prato original, havia a bondade de queijo derretido dourado em cada fatia.

Esta receita de clone fará o suficiente para 8 porções grandes, mas se você fizer fatias um pouco menores, este alimento é facilmente suficiente para encher doze barrigas que adoram lasanha. Se você gosta de lasanha, vai adorar essa versão.

Navegue por minhas outras receitas de clones do Olive Garden aqui.

Conseguir uma mesa no restaurante original Rao's de 123 anos, na cidade de Nova York, é quase impossível. As mesas são "propriedade" de clientes regulares que programam suas refeições com meses de antecedência, então todas as mesas ficam cheias todas as noites, e tem sido assim nos últimos 38 anos. A única maneira de um estranho provar o molho marinara fresco do restaurante é sendo convidado por um cliente regular.

Se isso não estiver nas estrelas para você, você pode comprar uma garrafa do molho em seu mercado local (se eles tiverem). Não será fresco e provavelmente será o molho mais caro da loja, mas ainda tem aquele sabor maravilhoso de Rao. Uma solução ainda melhor é copiar o molho para você usando este novo e muito fácil hack.

O atual coproprietário da Rao's, Frank Pellegrino Jr., disse bom apetite em 2015 que o famoso molho marinara foi criado por sua avó há muitos anos, e o molho que você compra nas lojas é a mesma receita servida em seus restaurantes. Os ingredientes são comuns, mas a escolha correta do ingrediente principal - o tomate - é importante. Tente encontrar tomates em lata inteiros no estilo San Marzano, de preferência da Itália. Eles são um pouco mais caros do que os tomates enlatados típicos, mas vão lhe dar um ótimo molho.

Após 30 minutos de cozimento, você vai acabar com aproximadamente a mesma quantidade de molho que em uma grande jarra de comida real. Sua versão provavelmente será um pouco mais brilhante e melhor do que a engarrafada, graças aos ingredientes frescos. Mas agora você pode comer quando quiser, sem reservas, em uma mesa tu ter.

Você também pode gostar da minha receita nº 1 de 2019, Texas Roadhouse Rolls.

Nunca pensei que pãezinhos fossem algo com que pudesse ficar animado até que coloquei a mão no cesto de pão no Texas Roadhouse. Os pãezinhos acabam de sair do forno e chegam à mesa quando você faz isso, então não há espera para se rasgar em um pão doce magnificamente pegajoso coberto com manteiga de canela macia. A primeira mordida o fará pensar em um pãozinho de canela fresco, e então você não conseguirá parar de comê-lo. E quando o primeiro lançamento acaba, você fica impotente para resistir a agarrar apenas mais um. Mas nunca é apenas mais um. São mais dois ou três, mais alguns extras para levar para casa amanhã.

Descobrir o segredo para fazer em casa pãezinhos com gosto tão bom quanto os reais envolveu fazer vários lotes de massa, cada um mais doce que o anterior (adoçado com açúcar, não mel - verifiquei), até um lote bem pegajoso, à prova de 2 horas, produziu exatamente o que eu estava procurando. Você pode fazer a massa com uma batedeira ou de mão, a única diferença é que você deve amassar a massa com as mãos, sem batedeira. Ao trabalhar com a massa adicione um pouco de farinha de cada vez para evitar que grude, e saiba que a massa ficará menos pegajosa e mais trabalhável após a primeira levedura.

Abra a massa e meça conforme especificado aqui, e depois de uma prova final e um assado rápido - além de uma pincelada generosa de manteiga na parte superior - você produzirá pãezinhos com aparência e sabor iguais aos melhores pãezinhos que já comi qualquer cadeia de jantares americana famosa.

Esta versão reduzida de 220 unidades do P.F. O Chang’s China Bistro é voltado para o público do almoço com um menu menor que inclui caixas de bento, tigelas e pequenos pratos. O mais vendido no menu é o frango com laranja, que, devo dizer, é um frango com laranja muito bom. Obviamente, um clone é necessário para este, stat.

O nome “Wei Better Orange Chicken” é um destaque competitivo para o frango com laranja da Panda Express, que é feito com frango pré-empanado e congelado. Pei Wei afirma que seu frango com laranja é preparado todos os dias, do zero, com frango que nunca é congelado, então, criaremos nosso clone da mesma maneira. Mas, em vez de montar o prato em uma wok sobre um fogão rápido de alta chama como eles fazem no restaurante, vamos preparar o molho e o frango separadamente e, em seguida, misturá-los com fatias de laranja frescas antes de servir.

Já agora, este prato vai muito bem com arroz branco ou castanho, por isso não se esqueça de fazer.

Uma receita de pão doce português inspirou os pãezinhos moles que se tornaram um grande sucesso na Robert Tiara's Bakery & Restaurant em Honolulu, Havaí, na década de 1950. Não demorou muito para que Robert mudasse o nome de seu próspero negócio para King's Hawaiian, e em 1977 a empresa abriu sua primeira padaria no continente, em Torrance, Califórnia, para fazer os agora famosos pãezinhos doces da ilha vendidos em lojas em todo o nós

King’s Hawaiian Rolls são semelhantes aos Texas Roadhouse Rolls no sentido de que ambos são macios e doces rolos brancos, então fez sentido desenterrar minha receita de clone do Texas Roadhouse Rolls e usá-la como ponto de partida. Esses novos rolos tinham que ser um pouco mais macios e doces, então fiz alguns ajustes e adicionei um pouco de ovo para dar cor. E ao assar a massa em uma assadeira de borda alta com 24 bolas de massa bem colocadas juntas, acabei com lindos pãezinhos que se adaptaram bem à ocasião, formando um pão rasgável como o original, mas com ingredientes limpos, e sem os condicionadores de massa encontrados nos rolos embalados.

Use esses pãezinhos doces fofos para sanduíches, deslizantes ou simplesmente aquecidos e untados com manteiga europeia macia.

Esta receita foi a nossa 3ª receita mais popular em 2020. Confira as outras quatro receitas mais desbloqueadas do ano: Molho Marinara Caseiro de Rao (nº 1), Olive Garden Lasagna Classic (nº 2), Pei Wei Better Orange Chicken (nº 4) , Chipotle Mexican Grill Carnitas (# 5).

Ombro de porco refogado e desfiado é um alimento básico da culinária mexicana que Chipotle prepara com uma mistura simples de sabores e um ingrediente surpreendente que você pode não esperar: bagas de zimbro. Depois de rastreá-los (são fáceis de encontrar online), os frutos são combinados com tomilho e folhas de louro em um líquido refogado que transformará sua própria carne de porco assada em algo lindo que pode ser triturado em menos de 3 horas. Depois, você pode usar suas carnitas recém-clonadas em tacos, em burritos ou em uma tigela com arroz e feijão, como fazem no restaurante.

Ao escolher o seu porco assado, tente encontrar um sem muita gordura. Se o assado tiver uma camada grossa de gordura, retire o excesso. Você quer um pouco de gordura no líquido para refogar, mas se a tampa de gordura for muito grossa, ela pode não se desintegrar totalmente e você obterá pedaços de gordura no pedaço.

Freqüentemente, presume-se que a bunda de porco é da parte de trás do porco, embora os cortes da região de trás já tenham um nome: presunto. A bunda de porco, também conhecida como bunda de Boston, é cortada da outra extremidade, a parte superior do ombro do porco. É chamado de "butt" porque na pré-guerra revolucionária da Nova Inglaterra os assados ​​eram armazenados e transportados em barris chamados "butts", e o nome confuso pegou.

Menu de descrição: “Dois peitos de frango à milanesa fritos com parmesão são sufocados com molho marinara caseiro do Olive Garden e queijos italianos derretidos. Servimos nosso frango à parmegiana com um acompanhamento de espaguete para o jantar ”.

Frango à parmesão é sempre um favorito, e não é um prato difícil de preparar em casa. Mas para que tenha o sabor da entrada exclusiva do Olive Garden, precisaremos tomar algumas medidas muito específicas.

O frango do Olive Garden é salgado e úmido por completo, então devemos primeiro começar salgando o frango. Dê a si mesmo uma hora extra para esta importante etapa de marinação. O molho marinara usado no frango é uma especialidade do Olive Garden e nenhum molho engarrafado se compara, então vamos fazer o nosso próprio do zero usando tomates esmagados enlatados e a fórmula abaixo.

Enquanto o molho cozinha, enchendo sua casa com seu aroma inebriante, o frango é empanado e dourado. Quando a marinara estiver pronta, cubra o frango com o molho e a mussarela e coloque sob a grelha quente até borbulhar.

Felizmente, todos em sua casa estão com fome, porque a porção do jantar no Olive Garden consiste em dois filés de frango e esta receita renderá um total de quatro porções de 2 peças. Adicione uma pequena porção de espaguete ao lado, coberto com mais do molho delicioso, e você terá uma combinação perfeita para o prato do restaurante.

Não se cansa de Olive Garden? Clique aqui para mais de minhas receitas imitadoras.

A rede com temática do sul, famosa por suas lojas de presentes repletas de produtos feitos na América e deliciosa comida caseira, também é conhecida por ter um bolo de carne particularmente bom. Este prato é muito popular, junto com o Chicken ‘n Dumplins e o Hash Brown Casserole, então um bom hack está muito atrasado.

Fazer bolo de carne é fácil. O difícil é deixar o gosto do bolo de carne do Cracker Barrel, que é tenro e suculento e aromatizado com cebola, pimenta verde e tomate. Procurei obter um pedaço de carne úmido e macio, e que não fosse seco e duro, mas minhas primeiras tentativas foram muito densas. Não fiquei feliz com isso, mas meu cachorro ficou emocionado.

Depois de brincar com as proporções de ovos para pão ralado e leite e ter o cuidado de usar mãos suaves ao combinar tudo e pressioná-lo na forma de pão, o lote final foi um vencedor e eu posso passá-lo para você.

É melhor usar uma forma de bolo de carne aqui que tem um encaixe que permite que a gordura escorra para o fundo, longe da carne. Uma forma de pão normal ainda funcionará, mas você vai querer despejar a gordura da forma antes de fatiar.

Satisfaça seus desejos de Cracker Barrel com mais de minhas receitas imitadoras aqui.

Mais de um século atrás, Detroit, Michigan, tornou-se a capital mundial do chili dog de Coney Island, embora Coney Island não esteja nem perto de lá. Imigrantes gregos que entraram nos EUA através de Ellis Island adaptou uma receita para os cachorros-quentes que comeram durante uma visita a Coney Island, em Nova York, a caminho do Meio-Oeste. Quando se estabeleceram no sul de Michigan, muitos abriram restaurantes para vender seus clones de comida que comiam quando chegaram à América, transformando o Coney Dogs, ao estilo nova-iorquino, em um fenômeno do meio-oeste.

Dois dos restaurantes mais famosos de Coney Island em Detroit são o Lafayette Coney Island e seu vizinho, American Coney Island. Os dois prédios eram originalmente um prédio com um único restaurante dentro, construído pelos irmãos Gus e Bill Keros em 1915. Mas em algum lugar ao longo do caminho os irmãos tiveram uma briga e dividiram o restaurante ao meio, bem no meio, e ficou assim caminho. Hoje, os dois restaurantes de Coney Island são de propriedade diferente, mas ainda são rivais.

Decidi que o melhor Coney Dog para hackear é o da Coney Island americana, não apenas por causa da profunda história do restaurante, mas também porque pude pedir que os chili dogs fossem enviados para minha casa em um kit. Isso é sempre uma boa notícia, já que os alimentos enviados devem listar os ingredientes, e eu posso ver exatamente o que há no chili. Construído da maneira tradicional, um cachorro-quente típico de Detroit Coney Island apresenta um cachorro-quente com casca natural em um pão branco macio, coberto com molho de pimenta, temperado com mostarda e coberto com uma pilha de cebola doce em cubos. O kit veio com tudo de que eu precisava, incluindo o pote de chili com ingredientes claramente rotulados com que eu contava.

Com a ajuda dessas informações, consegui criar um molho de pimenta espesso e saboroso que você pode usar em seus cachorros-quentes favoritos para fazer um clone delicioso. Os biscoitos de soda esmagados engrossam o pimentão, e a gordura extra da carne adiciona uma qualidade suave que imita a famosa receita centenária.

O chili deve ferver por quatro horas para amaciar adequadamente a carne, então planeje sua aventura de clonagem de cachorro Coney de acordo.

E agora, se você deseja batatas fritas, experimente a minha receita de imitação do Mcdonald's Fries aqui.

Um alimento básico popular em qualquer rede chinesa é o arroz frito, então é melhor que seja bom, e a versão servida no Panda Express com certeza é. Aqui está um hack fácil quando você precisa de um lado sem estresse e de baixo custo para suas entradas. Mas eu sugiro que você cozinhe o arroz branco várias horas ou até um ou dois dias antes de planejar fazer o prato pronto. Descobri que o arroz cozido indicado nesta receita funciona melhor quando está frio.

Quanto ao atalho, ervilhas e cenouras congeladas ensacadas evitarão o incômodo de fazer pequenas cenouras em cubos, já que as cenouras nesses sacos têm o tamanho perfeito para produzir um clone idêntico. E já estão cozidos.

Agora, que tal um pouco de camarão com nozes e mel ou carne de boi para acompanhar aquele arroz? Encontre todas as minhas receitas de cópia do Panda Express aqui.

Samuel Bath Thomas imigrou da Inglaterra para a cidade de Nova York e abriu sua primeira padaria lá em 1880. Foi lá que Thomas criou o pão na frigideira que um dia se tornaria o famoso muffins conhecido por sua textura áspera quando dividido ao meio. Este hack para os muffins ingleses da Thomas usa um processo especial de amassamento para dar aos muffins os "cantos e fendas" pelos quais são famosos, criando crateras no pão acabado para segurar melhor a manteiga derretida e a geléia.

Já vi várias receitas que pretendem recriar esses muffins, mas nenhuma produz as grandes bolsas de ar que um clone adequado requer, além de ótimo sabor e um interior perfeitamente cozido. Para garantir cantos, fendas e muffins bem cozidos, incluí algumas etapas importantes.

A massa que você vai fazer aqui é como uma massa de ciabatta, pois está muito úmida. Portanto, em vez de amassar a massa, você a estica e dobra várias vezes sobre uma superfície bem untada com óleo. Então, quando a massa dividida em porções tiver endurecido nas assadeiras por mais 1½ a 2 horas, você asse os muffins.

Depois de assados, os muffins são cozidos em uma frigideira ou em uma frigideira até ficarem dourados dos dois lados e, então, devem esfriar. Esta é a parte mais difícil. Os muffins ficarão macios demais para abrir por pelo menos quatro horas, e agora você tem que lutar contra a tentação de comê-los. É difícil, eu sei. Os muffins cheiram muito bem e você esperou todo esse tempo, mas resista por enquanto e sua paciência será recompensada.

Quando os muffins tiverem descansado, divida-os com um garfo e toste-os como faria com qualquer muffin inglês.

Confira todas as minhas receitas ultrassecretas de pães famosos aqui.

Para obter o seu Frango Extra Crispy tão crocante, o KFC põe o frango duas vezes. Este empanado duplo dá ao frango seu exterior ultra crocante e crocante extra, que é uma textura diferente do menos crocante Receita de Frango Original que é empanado apenas uma vez e frito sob pressão.

Tal como acontece com meu hack KFC Original Recipe, devemos primeiro salmoura o frango para dar-lhe sabor e umidade por completo, como a coisa real, então o frango é à milanesa e frito até dourar. O KFC usa galinhas pequenas que cozinham mais rápido, mas galinhas pequenas podem ser difíceis de encontrar. Se suas partes de frango forem grandes, elas podem não cozinhar até o fim nos 12 a 15 minutos de fritura que estou especificando aqui. Para ter certeza de que o frango está cozido, comece a fritar com os pedaços mais grossos, como os peitos, e coloque-os no forno a 300 graus enquanto termina com os pedaços menores. Isso manterá o frango quente e crocante e, mais importante, garantirá que ele esteja perfeitamente cozido.

No meu programa CMT Receita secreta Conversei com Winston Shelton, um amigo de longa data do fundador do KFC Harland Sanders. Winston viu a receita secreta escrita à mão do Coronel para o frango Receita Original e me disse que um dos ingredientes secretos é pimenta preta Tellicherry. É uma pimenta-do-reino mais cara e de melhor sabor, que vem da costa do Malabar, na Índia, e você deve usá-la aqui se puder encontrar. Winston me puxou de lado e sussurrou esse segredo para mim quando pensou que estávamos fora das câmeras, mas nossos microfones e câmeras muito alertas captaram a coisa toda e nós colocamos no ar.

Eu publiquei este hack pela primeira vez em Ainda mais receitas secretas, mas recentemente apliquei alguns segredos e dicas recém-adquiridos para fazer esta versão muito melhorada de uma das receitas de frango frito mais conhecidas do mundo.

Esta receita foi a 2ª mais popular em 2019. Confira as outras quatro receitas mais desbloqueadas do ano: Rolinhos Texas Roadhouse (nº 1), Olive Garden Braised Beef Bolognese (nº 3), Pizzeria Uno Chicago Deep Dish Pizza (nº 4) )), Feijão Assado Estilo Country de Bush (# 5).

“Não chame de batata frita”, diz KFC sobre seu popular acompanhamento feito com batatas torradas em fatias e sem pele. O que diferencia essas batatas de todas as outras é o empanado secreto feito com uma mistura de temperos semelhante à usada para o frango frito da receita original do Coronel. Para obter a crocância adequada, as batatas são fritas parcialmente, congeladas e, em seguida, fritas novamente até dourar.

Um ingrediente importante que completa o sabor é o glutamato monossódico MSG é um aditivo alimentar derivado do ácido glutâmico, que é um aminoácido importante encontrado em abundância na natureza, nos alimentos e em você agora. Nos últimos 60 anos de estudo e uso, o MSG não só foi considerado inofensivo em quantidades normais, mas testes mostraram que o glutamato é um mensageiro químico que beneficia a saúde intestinal, imunidade e funções cerebrais, como memória e aprendizado. Além de tudo isso, transmite um sabor único que realça os sabores de outros ingredientes e torna sua comida um sabor incrível. Usar MSG em sua comida é, literalmente, cozinhar inteligente.

Outro ingrediente importante é a pimenta preta Tellicherry moída, uma pimenta preta selecionada da Índia. Winston Shelton, um amigo de Harland Sanders que inventou as primeiras fritadeiras de pressão de alto volume para KFC, confirmou isso. Shelton se lembra de ter visto o ingrediente quando Sanders lhe mostrou a fórmula secreta do tempero para frango frito que ele rabiscou em um pedaço de papel.

Enquanto gravávamos o primeiro episódio do meu programa de TV, Receita secreta, Winston puxou-me de lado e sussurrou para mim que a pimenta Tellicherry é crucial para criar o sabor residual exclusivo do KFC. Foi uma ótima dica e, felizmente, capturamos esse momento com as câmeras e você pode ver no programa. Mais tarde, conduzi um teste de degustação lado a lado com pimenta preta comum e pimenta preta Tellicherry e descobri que Winston estava certo. Se quiser o melhor sabor para o seu clone, você precisará da pimenta Tellicherry, que pode ser encontrada online e em algumas lojas de alimentos. Certifique-se de moê-lo bem antes de usá-lo.

Para esta receita, apenas duas batatas russet são suficientes para fazer o equivalente a uma grande porção de rodelas de batata frita, o que será suficiente para pelo menos quatro pessoas.

Por muitos anos, este prato principal tem sido uma escolha de menu no Maggiano's, a rede italiana de 54 unidades da Brinker, a mesma empresa que opera o Chili's Grill & amp Bar. O prato do restaurante de US $ 30 consiste em três bifes de lombo de 60 gramas, nadando em um molho de creme balsâmico fantástico com cogumelos portobello fatiados - mas uma versão caseira do prato exclusivo está a apenas sete passos fáceis de distância, e não vai acertar você na carteira tão forte quanto o original caro.

Quebrar este prato exigiu um corte perfeito do molho, e isso veio rapidamente depois de obter algumas informações muito confiáveis ​​do meu servidor / informante incrivelmente útil em um Las Vegas Maggiano's. Vamos chamá-lo de Skippy.

De acordo com Skippy, o molho de creme balsâmico é tão simples quanto misturar um esmalte balsâmico doce com o molho alfredo cremoso da rede. Então, primeiro peguei uma amostra do molho Alfredo de Maggiano e descobri como replicá-lo. Feito isso, medi incrementos de esmalte balsâmico no molho alfredo até que a cor e o sabor combinassem com o original. O resto da receita foi fácil.

Esta receita fará duas porções do prato e inclui o preparo dos filés e do molho. Se você gostaria de completar o prato da forma como é servido no restaurante (como na foto), adicione um pouco de purê de batata com alho ao lado, usando meu hack para Olive Garden Garlic Purê de Batata.

Aqui está um truque que pode ajudar quando você quiser fazer algo especial com aqueles bifes na geladeira. Ou talvez você tenha filetes de salmão aí? Não importa, esta receita funciona muito bem em ambos. E também faz um ótimo molho de macarrão.

O segredo do molho Toowoomba é uma variação do molho alfredo que Outback costumava servir sobre a massa. Hoje em dia, o molho só é usado para temperar bife e salmão no restaurante, mas você também pode usá-lo em praticamente qualquer tipo de massa.

Em minhas primeiras porções do molho, notei que se os camarões forem adicionados no início eles ficam muito duros. Para resolver esse problema, refoguei os camarões temperados separadamente, depois acrescentei mais perto do final, e ficaram perfeitos.

Coloque este clone do molho Toowoomba sobre os filés de lombo grelhado (ou filés de salmão) para uma maneira fácil de elevar sua entrada. Esta receita é suficiente para quatro porções.

Se você adora Outback Steakhouse, confira minhas outras receitas de clones aqui.

Ao longo dos anos, hackeei vários itens do cardápio do Chili, incluindo suas fajitas, costelinhas, salsa, chili queso, eggrolls do sudoeste, salgadinhos de frango, asas desossadas e muito mais, mas não foi até recentemente que consegui a chance de trabalhar em um hack para o premiado Original Chile da rede. Por que demorou tanto, não tenho ideia.

O chili servido no Chili’s é uma receita com carne ao estilo do Texas, o que tradicionalmente significa sem feijão e sem tomate. Você não encontrará nenhum feijão nesta receita ou pedaços de tomate, mas seu pimentão tem uma base de tomate para aumentar o sabor, então estou adicionando isso à mistura, incluindo uma lata de 180 gramas de pasta de tomate. Acontece que aquela lata pequena é a quantidade certa.

A técnica de preparo é simples: dourar a carne, escorrer a gordura e colocar um pouco da gordura de volta na frigideira vazia para refogar a cebola e o pimentão. Quando estiver pronto, coloque a carne de volta na panela junto com os ingredientes restantes e cozinhe por 1 hora e meia. Isso será apenas o suficiente para refogar a carne e amaciar, e para engrossar o pimentão até uma consistência perfeita.

Quando o chili estiver pronto, cubra cada porção com uma mistura de cheddar / pimenta Jack e alguns pedaços de tortilha crocantes. Em seguida, distribua as colheres.

Veja aqui mais das minhas receitas imitadoras do Chili.

Nos comerciais do Bush's Beans, Duke, o golden retriever da família, quer vender a receita secreta da família, mas a família Bush sempre o impede. O cachorro é baseado no golden retriever da vida real da família Bush, e a campanha, que começou em 1995, fez de Bush o cachorro grande do mercado de feijão enlatado praticamente da noite para o dia. Sua fórmula confidencial de feijão cozido é considerada um dos 10 maiores segredos de receitas nos EUA.

A Bush Brothers & Company vinha enlatando uma variedade de frutas e vegetais por mais de 60 anos quando, em 1969, a empresa criou feijão cozido em lata usando uma receita apreciada de uma matriarca da família. As vendas saltaram de 10 mil caixas no primeiro ano para mais de 100 mil caixas em 1970. E apenas um ano depois as vendas atingiram um milhão de caixas. Hoje, o Bush's fabrica mais de 80% dos feijões cozidos em lata vendidos nos EUA, e a receita secreta da família continua sendo um segredo culinário, apesar das tentativas de Duke. Uma réplica do livro de receitas original - sem a receita original nele (drat!) - está em exibição no centro de visitantes da empresa em Chestnut Hill, Tennessee.

Eu escolhi hackear a versão “Country Style” de Bush's Beans porque eu não acho que o sabor Original tenha o suficiente, uh, sabor. O Country Style é semelhante ao Original, mas mais rico, com mais açúcar mascavo. A receita começa colocando pequenos feijões brancos secos em uma salmoura durante a noite. O sal da água ajuda a amolecer as peles, mas não as deixe de molho por mais de 14 horas ou elas podem começar a cair.

Minhas primeiras versões tinham um gosto ótimo, mas faltava a cor marrom escuro dos verdadeiros grãos de Bush, que incluem corante caramelo - um ingrediente que pode ser difícil de encontrar sozinho. Acabei descobrindo que o molho "browning", Kitchen Bouquet, adicionará a cor caramelo escuro necessária à nossa versão caseira dos grãos para que eles fiquem exatamente como a coisa real.

Esta receita foi a nossa quinta mais popular em 2019. Confira as outras quatro receitas mais desbloqueadas do ano: Texas Roadhouse Rolls (# 1) KFC Extra Crispy Fried Chicken (# 2), Olive Garden Braised Beef Bolognese (# 3), Pizzeria One Chicago Deep Dish Pizza (# 4).

Menu de descrição: “Uma mistura assada de queijos italianos, massas e nosso exclusivo marinara de cinco queijos.”

Hackear o famoso ziti assado do Olive Garden não seria possível sem um clone perfeito do popular molho marinara de cinco queijos da rede. Comecei com meu hack anterior da marinara simples para frango à parmegiana do Olive Garden e a realcei com a adição de cinco tipos de queijo italiano e creme de leite.

Determinar quais cinco tipos de queijo estão em um molho preparado é difícil sem alguma ajuda interna, então antes de cozinhar concentrei meus esforços em convencer um garçom a pedir a lista ao chef ... e consegui! A mistura de queijo usada aqui no molho vem direto da cozinha do meu Olive Garden local. Quando você provar, saberá que a inteligência era legítima.

Depois que o molho é adicionado ao macarrão, ele é coberto com uma mistura de queijo e pão ralado chamada "cobertura ziti" e, em seguida, é dourado sob uma salamandra (para a versão para restaurantes) ou um frango (para a sua versão). O resultado é um lindo prato com um ótimo molho e uma cobertura extravagante que deve satisfazer até os fanáticos por ziti assados ​​mais exigentes.

Clonei uma tonelada de pratos do Olive Garden. Veja se eu hackeado seu favorito aqui.

Em novembro de 2020, Taco Bell disse “adeus” a vários itens clássicos de seu menu, incluindo Pizza Mexicana - um dos meus favoritos de longa data - e qualquer coisa com frango desfiado, incluindo o taco de frango macio. Mas despedidas chorosas de fãs do saboroso frango apimentado podem ser evitadas se tivermos uma receita boa (e fácil) para fazer uma cópia em casa. Como a rede de fast food mexicana anunciou as mudanças com vários meses de antecedência, tive tempo de fazer um bom hack antes que os tacos acabassem para sempre.

Depois de cozinhar o frango de várias maneiras, decidi escaldar os filés no caldo de galinha, o que os manteve úmidos e acrescentou um ótimo sabor umami. Quando o frango esfriou, desfiei-o e acrescentei a um molho temperado com especiarias e suco de limão e aromatizado com caldo de frango e tomate Knorr.

Conforme o molho engrossa, ele reduz e infunde sabor no frango, então está pronto para você usar em tacos, burritos, saladas ou o que quer que seja. E não se esqueça do molho picante!

Uma exigência de qualquer visita a Chicago é comer pelo menos uma fatia de pizza deep dish na cidade que a aperfeiçoou. A pizza de prato fundo rapidamente se tornou um grampo de Chicago depois que Ike Sewell e Ric Riccardo abriram a primeira Pizzeria Uno em 1943 e serviram um novo estilo saudável de pizza construída em uma forma de bolo de borda alta. A crosta do fermento estava macia e escamosa, como uma massa, e o queijo foi colocado sob o molho para que não queimasse em um forno quente durante o longo tempo de cozimento.

Ao pesquisar um hack caseiro desta receita agora icônica, descobri uma técnica inesperada que não tinha visto em outras receitas de pratos profundos. Os funcionários me disseram que a base da pizza é parcialmente cozida todas as manhãs para reduzir o tempo de espera dos clientes. Antes de o restaurante abrir todos os dias, os cozinheiros pressionam a massa em uma panela e polvilham com um pouco de queijo ralado. As cascas são então parcialmente cozidas e reservadas. Mais tarde, quando chega um pedido, a pizza é embutida em uma das crostas pré-cozidas e acabada. Dessa forma, os clientes obtêm seus alimentos mais rápido e a mesa vira mais rápido.

Copiar aquela crosta deliciosa e flakey foi a tarefa que mais me demorou. Após duas semanas de cozimento, finalmente decidi por uma fórmula que era um mash-up de massa de fermento e crosta de torta e fez uma crosta funda perfeitamente macia, com ótimo sabor que imitava exatamente o original. Se você gosta do Uno, vai adorar.

Quanto ao queijo: certifique-se de que o queijo esteja em temperatura ambiente, não frio, ou pode não derreter totalmente. Also, it’s best if you buy cheese by the block and shred it yourself. Pre-shredded cheese is dusted with cornstarch so that the shreds don’t stick together in the bag, and it won’t melt as smoothly as cheese you shred by hand.

This recipe will make enough sauce for two pizzas. I just thought you should know that in case you get the urge to make another deep dish after this one disappears.

This recipe was our #4 most popular in 2019. Check out the other four most unlocked recipes of the year: Texas Roadhouse Rolls (#1) KFC Extra Crispy Fried Chicken (#2), Olive Garden Braised Beef Bolognese (#3), Bush's Country Style Baked Beans (#5).

I’m not sure why Einstein Bros. claims there are just four cheeses in the new Twice-Baked Hash Brown when the ingredients clearly list six kinds of cheese, plus cream cheese. Regardless, the shredded Asiago, Romano, Parmesan, provolone, and mozzarella listed there can be found combined in an “Italian Blend” at many supermarkets, making for an easy start to our home clone. And don’t just be thinking about breakfast for these cheesy potatoes. They work great as a side for any meal.

In the detailed description of the new item, Einstein Bros. claims the hash browns contain two kinds of schmears, which is true, but a little misleading because one of them is just plain cream cheese. The other is onion-and-chive cream cheese, which we can make from scratch. We’ll combine those two shmears into one blend by doubling the cream cheese added to our onion-and-chive schmear formula.

Mix everything together and load the ingredients into a standard 12-cup muffin pan with circles of parchment paper cut out to fit into the bottom of the 12 cups. Without these parchment circles, the hash browns may stick and break when they’re released. You can also use paper muffin cups, if you don’t mind the less crispy, ridged sides.

Bake them the first time for 30 minutes, then cool and store. Now you have a dozen servings of cheesy hash brown potatoes that are easy to finish off by baking them a second time until crispy. They are great served with breakfast, or for dinner as your starchy side alongside beef, chicken, lamb, and many other savory entrees.

You can also make homemade Einstein Bros bagels, sandwiches, and shmears. See if I hacked your favorites here.

There are many acceptable ways to formulate good queso, but to make this specific queso the ingredients must be correct, and most copycat recipes seem to get it wrong. A few recipes get one of the peppers and two of the cheeses right, but pretty much every recipe out there is a bit of a mess that I will now save you from.

Quesos can be made with a variety of cheeses that include queso fresco, asadero, and Muenster, but this particular queso includes a cheese you probably didn’t expect: Swiss. That cheese is slow to melt, so we’ll shred it first, along with the Jack. And you won't need to gum up the queso with flour or cornstarch by making a roux because the white American cheese in the mix contains sodium citrate or sodium phosphate—additives that help the cheese melt smoothly and stay that way.

Authors of recipes that call for tomatoes in this dish haven’t looked closely. Those are red bell peppers and they are roasted, peeled, and seeded along with the poblano and jalapenos before they are diced and added to the cheese sauce. The sauce cooks on low heat, never bubbling, so that it stays smooth and creamy.

When done, the queso might seem thin in the pan, but it will thicken as it cools to a perfect consistency for dipping tortilla chips, or as a topping for tacos and burrito bowls.

Braised Beef Pasta Menu Description: “Slow-simmered meat sauce with tender braised beef and Italian sausage, tossed with ruffled pappardelle pasta and a touch of alfredo sauce—just like Nonna’s recipe.”

It’s a mistake to assume that a recipe posted to a restaurant chain’s website is the real recipe for the food served there. I’ve found this to be the case with many Olive Garden recipes, and this one is no exception. A widely circulated recipe that claims to duplicate the chain’s classic Bolognese actually originated on Olive Garden’s own website, and if you make that recipe you’ll be disappointed when the final product doesn’t even come close to the real deal. I won’t get into all the specifics of the things wrong with that recipe (too much wine, save some of that for drinking!), but at first glance it’s easy to see that a few important ingredients found in traditional Bolognese sauces are conspicuously missing, including milk, basil, lemon, and nutmeg.

I incorporated all those missing ingredients into this new hack recipe, tweaked a few other things, and then tested several methods of braising the beef so that it comes out perfectly tender: covered, uncovered, and a combo. The technique I settled on was cooking the sauce covered for 2 hours, then uncovered for 1 additional hour so that the sauce reduces and the beef transforms into a fork-flakeable flavor bomb. Yes, it comes from Olive Garden, but this Bolognese is better than any I’ve had at restaurants that charge twice as much, like Rao’s where the meat is ground, not braised, and they hit you up for $30.

As a side note, Olive Garden’s menu says the dish comes with ruffled pappardelle pasta, but it’s actually mafaldine, a narrower noodle with curly edges (shown in the top right corner of the photo). Pappardelle, which is the traditional pasta to serve with Bolognese, is a very wide noodle with straight edges, and it’s more familiar than mafaldine, so perhaps that’s why the menu fudges this fact. In the end, it doesn’t really matter which pasta you choose. Just know that a wide noodle works best. Even fettuccine is good here.

For the little bit of alfredo sauce spooned into the middle of the dish I went with a premade bottled sauce to save time. You can also make this from scratch if you like (I’ve got a great hack for Olive Garden’s Alfredo Sauce), but it’s such a small amount that premade sauce in either a chilled tub from the deli section or in a bottle off the shelf works great here.

This recipe was our #3 most popular in 2019. Check out the other four most unlocked recipes of the year: Texas Roadhouse Rolls (#1) KFC Extra Crispy Fried Chicken (#2), Pizzeria Uno Chicago Deep Dish Pizza (#4), Bush's Country Style Baked Beans (#5).

And browse my other Olive Garden clone recipes here.

The real Dole Whip is a non-dairy dessert that includes artificial flavoring, a small amount of real pineapple juice, and more gums than a candy store. Everything in this Hawaiian ice cream is combined in a powdered form including the pineapple juice in 4.4-pound bags that are sold to soft-serve machine operators at fairs, sporting events, and amusement parks. On the back of the Dole Whip mix are instructions to dissolve the powder in 2 gallons of cold tap water, then immediately pour the syrup into a soft serve machine and hit the switch.

Up until now, almost all recipes that claim to reproduce Dole Whip—including one shared by Disneyland during the coronavirus outbreak—include ice cream, to make what is supposed to be a "non-dairy" dessert one that is quite full of dairy. The results you get from these recipes may be tasty, but they are nothing like Dole Whip because Dole Whip is sorbet and sorbet isn't made with ice cream.

One thing that makes Dole Whip special is its creamy consistency, which may lead some people to believe it has dairy in it. Dole Whip creates this thickness with the assistance of six different natural gums and gels: cellulose gum, xanthan gum, locust bean gum, guar gum, karaya gum, and pectin. In addition, there is a small amount of coconut fat solids in the mix to help simulate the fat found in dairy.

For this hack, I limited the gels to two that are easy to find: unflavored gelatin and pectin. When these two ingredients are heated, then cooled, they form a gel similar to what’s in the real Dole Whip, and the result is a thick-and-creamy consistency. Another trick often used to help thicken sorbets is the use of viscous corn syrup to replace much of the sugar. Corn syrup will give the sorbet body and it helps tone down the acidic pineapple juice.

But the best part of this Dole Whip copycat recipe, unlike the real thing, is that it contains all-natural ingredients and it's mostly made of real Dole pineapple juice, plus a little tangerine juice to round out the flavor and enrich the color. This homemade Dole Whip is ridiculously easy to make (you'll need an ice cream maker) and fans of the real thing will love it. Plus, now you can have this DIY Dole Whip whenever you want—no amusement park required.


Contents

It has been claimed the pizza marinara was introduced around the year 1735 (in 1734 according to European Commission regulation 97/2010), and was prepared using olive oil, cherry tomatoes, basil, oregano and garlic at that time, Δ] and that historically it was known to be ordered commonly by poor sailors, and made on their ships due to it being made from easily preservable ingredients: Ε] all of these claims are however only backed by tradition rather than solid evidence.

Francesco de Bourcard, writing in his 1866 book Usi e costumi di Napoli (Customs and Traditions of Naples), Vol. II (page 124), seemed to know the recipe with a different name, and to consider the addition of tomatoes an extra for both Marinara and Margherita:

Le pizze più ordinarie, dette coll'aglio e l'oglio, han per condimento l'olio, e sopra vi si sparge, oltre il sale, l'origano e spicchi d'aglio trinciati minutamente. Altre sono coperte di formaggio grattugiato e condite collo strutto, e allora vi si pone disopra qualche foglia di basilico. Alle prime spesso si aggiunge del pesce minuto alle seconde delle sottili fette di mozzarella. Talora si fa uso di prosciutto affettato, di pomidoro, di arselle, ec. Talora ripiegando la pasta su se stessa se ne forma quel che chiamasi calzone.

The most ordinary pizzas, called with garlic and oil, are seasoned with oil, and on top a sprinkling of, besides salt, finely minced oregano and garlic cloves. Others are covered with grated cheese and seasoned with lard, and then a few leaves of basil are laid on top. To the first ones often small fish are added to the latter thin slices of mozzarella. Sometimes they use sliced prosciutto, tomatoes, wedge clams, etc. Sometimes folding the dough on itself they form what they call calzone.


Pizza Margherita with Marinara Sauce

Pizza is described in one dictionary as a “baked, open-faced pie consisting of a thin layer of dough topped with tomato sauce and cheese.” In which century was that written? Somebody has to tell them about Thai barbecue chicken. By now everyone knows that pizza is infinitely flexible, adapting to almost any topping you’re wacky enough to put on it. But what you may not realize is that pizza dough is equally adaptable. You can use a basic pizza dough to make calzone, focaccia and even really incredible bread sticks.

What’s more, the simple yeast dough can be put together in as little as 10 minutes. Then it takes only an hour to rise before it’s ready to be used. Once it is finished, you will be amazed at all the delicious things you can make with it.

Try a Provencal pissaladiere-a kind of Southern French pizza made by combining sweet long-cooked onions and pungent anchovies. This is a wonderful antipasto to begin dinner.

Or make calzone, a cheese-filled turnover. Roll the dough out exactly as you would for pizza, place the cheese filling on one side, fold the dough over the filling and bake.

In Italy, focaccia is sometimes made from the same pizza dough, depending on the locale. I have included several versions of focaccia for you to try. In the seaside town of Forte di Marme, cooks make a version of focaccia that is baked in a wood-burning oven at an extremely hot temperature until the dough blows up like a balloon. Olive oil and salt are generously sprinkled on top and it is served piping hot. When the dough is pierced with a fork, this versatile focaccia turns into a flat cracker bread.

Another version of focaccia was introduced to us by friends Wolf and Bettina Rogosky, who live in Tuscany. They layer thin slices of tomatoes and onions in a pattern and sprinkle fresh rosemary over the focaccia before baking.

But one of the very best things to do with pizza dough is make grissini, crisp thin breadsticks. Just roll and cut the pizza dough very thin-a pasta machine and fettuccine cutter work perfectly-and coat the dough sticks in seeds or herbs to add crunch and a subtle toasted flavor. The baked bread sticks can be stored in plastic bags in the freezer and, when heated in the oven, they will taste as fresh as the day they were made.

Once they’re baked, fill several large water glasses with the bread sticks and place them on table for an edible decoration.


For the tomatoes

The quality of the tomatoes in a pizza marinara is paramount. In Italy, the variety of tomatoes that are used for Neapolitan pizza are called San Marzano tomatoes. San Marzano tomatoes are grown all over Italy and have a beautifully sweet flavor. They’re becoming more popular here in the US and are available under many different brands.

Now, we are pizza purists over here. We used to only use canned San Marzano tomatoes in our pizzas. However, we’ve found a type that has a flavor even closer to what we remember from Naples: fire roasted tomatoes! You know how sometimes if you taste a bite of tomatoes straight from the can and it tastes bitter? Fire roasted tomatoes come out of the can with a sweet flavor: and no bitterness at all. Canned fire roasted tomatoes are available at many mainstream grocery stores and also online.

This pizza marinara uses our “famous” easy pizza sauce that takes only 5 minutes to make in a blender. All you need is fire roasted tomatoes, garlic, olive oil, dried oregano and salt. It’s so simple that we have it memorized. And you will be absolutely amazed when you take a taste out of the blender. We promise!


So, What’s The Difference Between Marinara And Pizza Sauce?

Marinara sauce refers to a particular type of sauce while a pizza sauce can be any sort of tomato-based sauce that you can use on top of a pizza. Some people even use the marinara sauce as a pizza sauce and no one can tell the difference.

While you can make a pizza sauce without cooking, the marinara sauce needs to be cooked for a thicker consistency.

Although the marinara sauce is cooked to be reduced, the consistency seems to be thinner as compared to a pizza sauce.

You need a thicker pizza sauce because you don’t want the sauce to run out of the crust as you cook it in the oven. A thin pizza sauce can also destroy the quality of the crust, making it squishy.

In terms of versatility, marinara sauce wins over the pizza sauce. You can use marinara sauce various dishes like pasta, pizza, or use it as a dipping sauce. In contrast, a pizza sauce can only be used for pizza.

The taste of marinara sauce seems to be more complex than the pizza sauce. While the marinara sauce tends to shine in every dish, the pizza sauce only serves as a base ingredient for pizza.

To be more specific, the pizza highlights the pizza’s crust while the flavor of marinara sauce gets highlighted in every dish.


The Difference Between Marinara and Pizza Sauce

Before you start building “Team Marinara” and “Team Pizza Sauce”, let’s find out about each first:

1. About Marinara.

allfoodchef.com

To make marinara sauce, we may usually start with sautéing (or sautéed) garlic and onion. Put garlic and onion in a pan. When the onions get tendered, it is time to add tomato and tomato sauce into the same pan.

People may then want to add some flavors, like herbs, peppers, and cumin. Once everything is well-simmered, then the marinara sauce is ready.

Who came up with marinara sauce at first? People from Sicily and Naples have been thought of as the first originators of it. Historically speaking, they may have come up with marinara sauce sometime before the 16 th century. It may make sense because the 16 th century was also the first time they discovered tomatoes.

However, another record contested the previous theory about how the marinara sauce was found. In the 19 th century, sailors had been the key players in trading goods at sea. The name ‘marinara’ itself actually came from ‘Marinaro’ – which means sailors in Italian.

Many people believe that marinara had been the sauce for all sailors back then. One theory states that marinara sauce does not spoil easily. Another theory also states that marinara sauce had been the prime dish to welcome all sailors home. There were stories about women welcoming their sailors with hot fresh marinara.

Whichever the true history may be, marinara sauce started gaining its fame in the 1900s.

The basic ingredients for the marinara sauce:

  • 2 cups of tomato sauce.
  • Chopped basil leaves.
  • 5 cloves of garlic.
  • 2 tablespoons of olive oil.
  • A pinch of salt and pepper to taste.

How to make the traditional marinara sauce:

  • Pour 2 tablespoons of olive oil into a saucepan.
  • Add some garlic and let it simmer for 2-3 minutes until they turn brown.
  • Pour 2 cups of tomato sauce and start stirring until the whole thing bubbles.
  • Add some sea salt for you to taste.
  • Add some black pepper for you to taste.
  • Add some chopped basil before you turn off the heat.

2. About Pizza Sauce.

zenpype.com

The ingredients to make pizza sauce are basically the same as what you need to make marinara sauce.

Then, what is the difference between marinara and pizza sauce? If marinara needs to be pre-cooked, then it is not like that with pizza sauce. You cook the sauce together with the pizza you cook.

You can throw all the ingredients into a blender. Mix them all there. After that, pizza sauce is ready for you.

Another difference between marinara and pizza sauce is the thickness of each. Pizza sauce’s thickness is more consistent than marinara sauce. The good thing is, such consistency will not ruin the dough. Plus, there is a lot more tomato sauce in pizza sauce than it is in marinara sauce.

How come? Unlike in marinara sauce, the tomatoes in pizza sauce are not sautéed. That is why its thickness is more consistent.

Then who first came up with pizza sauce? Many claims that a man from Naples named Raffaello Esposito was the first creator of pizza. However, plenty of street vendors had already sold flatbreads with toppings before Esposito’s pizza was claimed as the pioneer’s work.

Another source also cited that around 1889, Pizza Margherita was first introduced. It took place after Queen Margherita went to visit Raffaello. He made her pizza with these ingredients as the toppings: tomatoes, basil, and mozzarella cheese.

Since then, many Italians started travelling with pizza as their meals and introducing the menu to other countries. To England and other European countries, to The USA, and many more. Today, even you can make pizza sauce at home – with these easy recipes:

The basic ingredients for pizza sauce:

  • 2 types of tomatoes – crushed and whole-peeled.
  • White sugar (granulated).
  • Parmesan cheese.
  • Black pepper (ground).
  • Italian seasoning: basil, oregano, rosemary, and thyme – all herbs blended.
  • Fennel seeds.
  • Onion (minced).
  • Basil leaves (fresh).
  • Garlic cloves (fresh).
  • Extra virgin olive oil.

How to make homemade pizza sauce:

Now you know the difference between marinara and pizza sauce. It does not have to be pizza sauce vs. marinara. It is all about what you like.

Blog Writer. Unable to type with boxing gloves on. Internet junkie. Lifelong food aficionado.


Related Video

This brings me back to Napoli. It defeats the purpose to add cheese and toppings. It's only supposed to be marinara and maybe a bit of parmigiano-reggiano (and that's not even traditional). I've also never seen it "thin crust" in Italy. The crust is supposed to be nice and fat and filling.

This is a great recipe on its own, though I prefer results with steel over ceramic. And don't cop out and yield to the distinctly American impulse to cheese it up. In Naples, where this pizza originated, long before pizza came to the USA, this was THE working class food, so named because it was first used by mariners. And that first incarnation didn't even have tomato sauce. Be bold, try to be authentic and experience a connection with old Italy! And I would try cutting back on the tomato sauce a bit when loading the pizza, then add more sauce to taste right after it comes out of the oven.

I thought this was good and Iɽ definitely make it again. I think that it's a good starting point and that you can interpret it in many ways. I added a bit of mozarella cheese, which I preferred to just the sauce.

Made recipe almost exactly following recipe, just added green olives, pepperoni and mozzerella cheese. It was awesome though. So good I took a picture. The crust and sauce were perfect. I'll definately make this again.

Very easy and very good. made the crust and the sauce. but added what we like to the pizza. such as fresh mushrooms, pepperoni, mozzarella cheese. want to make it again with other topping.

This was an extremely easy pizza and it tastes absolutely wonderful. I will definitly make it again and again!!

To be honest, I didn't make this exact recipe. I used a favorite pizza crust recipe (similar, but made less dough), this pizza sauce recipe, and added a little parmesan. I cannot rave about the pizza sauce recipe enough. It MADE the pizza. Give it a try!

This is a fast simple pizza that's great for either an appetizer before a larger meal, or on it's own. A hungry person could easily eat a whole one though, so be prepared! =)


Recipe Summary

  • 1 (15 ounce) can diced tomatoes, drained and divided
  • 1 pound ground turkey
  • ½ cup shredded Parmesan cheese
  • ½ cup panko bread crumbs
  • ½ cup sliced fresh basil leaves
  • 1 large egg, lightly beaten
  • 1 pinch salt and ground black pepper to taste
  • 1 tablespoon olive oil
  • 1 teaspoon Italian seasoning

Preheat an outdoor grill for medium-high heat and lightly oil the grate.

Add 1/2 cup diced tomatoes to a large mixing bowl and mash with a fork until broken up. Add turkey, Parmesan cheese, bread crumbs, basil, egg, salt, and pepper. Gently mix until combined, then form into 4 patties.

Cook burgers on the preheated grill until cooked through, about 5 minutes per side.

Meanwhile, combine remaining tomatoes, oil, and Italian seasoning in a small blender or food processor blend until smooth. Serve on top of cooked burgers.


Video: HOW TO MAKE THE REAL MARINARA PIZZA (Dezembro 2021).