Novas receitas

10 dicas para definir uma mesa de aparência natural

10 dicas para definir uma mesa de aparência natural

Chelsea Fuss demonstra como criar uma configuração de mesa orgânica para três amigos em uma fazenda histórica local e horta comunitária. O objetivo é criar configurações de mesa que sejam simples, um pouco desfeitas e com foco na comida e nos convidados.

1. A comida é a peça central. Não sobrecarregue seus convidados com grandes buquês de flores e decorações desnecessárias. Pense nas cores da comida, nos cheiros e planeje em torno deles. Faça da comida a peça central e adicione tudo ao seu redor.

2. Pense em sua localização e hora do dia e faça sua mesa apropriada para o ambiente e hora do dia. Eu gosto de configurações de mesa que “crescem” de seu espaço. Para o nosso jantar na campina, mantivemos as coisas casuais e terrosas e usamos pops de branco que brilham na luz da noite. Considere a iluminação para a noite e o estilo e as cores do ambiente. Não tente competir com o que já está lá.

3. Pense em cores. Não há necessidade de criar um esquema de cores, mas pense na vazante e no fluxo das cores em sua mesa. Para esta mesa, concentrei-me em manter tudo natural com muita madeira e toques de branco, azul suave, verde e vermelho profundo. A aposta mais segura é manter o pano de fundo (sua mesa) razoavelmente neutro e deixar a comida trazer a cor.

4. A comida fica melhor em branco. Com algumas exceções, a comida parece mais apetitosa servida em uma superfície branca. Pense em forrar cestos velhos com papel manteiga branco para servir biscoitos, ou opte por uma coleção de pratos brancos simples para ter sempre à mão.

5. Mantenha as flores simples.

Jantar tem tudo a ver com os sentidos, então gosto de incluir flores ou plantas na minha mesa, mas sempre as mantenho simples. Esqueça o buquê de florista por um frasco de vidro recheado de botões de ouro ou uma planta de erva simples embrulhada em jornal. Uma dica: corte as flores para que seus convidados possam ver do outro lado da mesa, mas mantenha-as naturais adicionando alguns ramos ou trepadeiras que se projetam para fora. Agrupe vasos que não combinem ou use copos ou jarras como vasos.

6. Considere misturar e combinar assentos. Evite um visual de casamento, mantendo as cadeiras não combinando. Experimente bancos, banquinhos de acampamento ou cadeiras velhas pintadas.

7. Use o que você tem. Evite a necessidade de comprar um armário de decoração totalmente novo para um jantar. Você ficaria surpreso com o que tem em seu armário (ou geladeira), ou com o que a loja de artigos usados ​​local tem a oferecer. As melhores festas que dei estavam dentro do orçamento.

8. As configurações de local não precisam ser iguais. Os utensílios não precisam ser iguais, nem pratos ou guardanapos. Contanto que você adira a um esquema de cores solto, a mistura e a combinação manterão a mesa interessante. Gosto de usar guardanapos da mesma cor, mas todos com padrões diferentes; e também adoro misturar e combinar talheres vintage.

9. Quebre as regras. Coloque sua mesa com os copos e utensílios que você realmente usará. Não se preocupe em seguir um gráfico se não for servir todos os pratos para os quais esses utensílios são necessários!

10. Divirta-se e relaxe! É a empresa que mais importa.

Estilo e conceito de Chelsea Fuss.

Chelsea Fuss é uma blogueira freelance de estilo de vida, designer de eventos e estilista comercial floral e adereços que mora em Portland, Oregon. Lisa é uma fotógrafa que mora em Portland, especializada em estilo de vida, moda e fotos em locações. Ela é amplamente conhecida por sua fotografia de estilo de rua em Urban Weeds.

Parentesco é um guia para pequenas reuniões, um casamento de nossa apreciação pela arte e design e nosso amor por passar tempo com a família e amigos. Clique aqui para ler mais sobre a Kinfolk online.


10 dicas para assar tortas perfeitas todas as vezes

Quer pregar aquela crosta dourada escamosa, recheio de frutas suculentas ou centro de creme de leite? Veja como tornar suas ambições fantásticas em realidade.

Relacionado a:

Foto por: Maren Caruso / Getty

Foto por: Joy Skipper / Getty

Foto por: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst / Getty

Foto por: Ann Cutting / Getty

Asse as melhores tortas de todos os tempos

Cozinhar tortas é um compromisso. Portanto, não há nada mais triste do que quando sua crosta sai pegajosa, empapada ou queimada, ou quando seu recheio está tão escorrendo que parece uma piscina. Quer você esteja fazendo uma torta de cereja de verão ou uma extravagância de chocolate para as férias, o sucesso está nos detalhes. Siga essas dicas e nunca se desculpe por uma torta medíocre novamente.

A manteiga deve permanecer fria em cada etapa

Você conhece aquelas icônicas e deliciosas camadas escamosas em sua crosta de torta? Manteiga fria é o que os faz acontecer. Mas a manteiga é escorregadia e quer derreter (e vai derreter!) Em todas as oportunidades. E se amolecer antes de chegar ao forno, você vai acabar com uma crosta dura e deformada.

Para garantir que isso não aconteça, use água gelada e manteiga fria ao fazer a massa da torta. Minimize o manuseio da massa e estenda-a sobre uma superfície fria como uma pedra de mármore pré-resfriada ou uma bancada resfriada rapidamente com pacotes de chill. Se você está preocupado que a massa esteja ficando muito quente, você pode sempre fazer uma pausa e dar um resfriamento rápido na geladeira ou no freezer.

Para realmente fazer a manteiga se comportar, você pode congelar tortas recheadas e formadas por pelo menos 10 minutos antes de assar. E se sua cozinha ficar agradável no verão, é melhor substituir cerca de dois terços da manteiga da crosta por gordura vegetal, que não amolece tão rapidamente em temperatura ambiente.

Rolar massa para não grudar

Um pouquinho de farinha nem sempre impede que a massa grude na bancada. A solução? Deixe a massa esfriar antes de enrolá-la entre dois pedaços de pergaminho enfarinhado ou papel manteiga. Você não terá que raspar restos presos e será mais fácil transportar a massa para o prato de torta.

Asse a Crosta às Cegas

Algumas tortas de crosta única precisam de um pouco de amor pré-assado extra para não ficarem empapadas, especialmente se forem destinadas a conter uma torta de abóbora ou de nozes. Coloque a massa em uma forma de torta, forre-a com um pedaço grande de papel alumínio ou pergaminho e recheie com feijão ou arroz cru (para evitar que a massa fique estufada). Asse a 350 graus F até que a massa pareça fosca em vez de úmida, cerca de 20 minutos. Retire o papel alumínio e os pesos e asse até que o fundo da crosta esteja levemente dourado, mais 10 a 15 minutos. Deixe esfriar, depois recheie e leve ao forno.

Misture Suas Maçãs

Fizemos centenas (talvez milhares!) De tortas de maçã no Food Network Kitchen e quase sempre usamos uma combinação de maçãs. Não só torna o sabor mais equilibrado, mas também significa que o recheio não ficará muito mole ou muito crocante. Nossa fórmula vencedora: três quartos de maçãs doces que mantêm seu formato (como Granny Smith, Honey Crisp e Mutsu) e um quarto de maçãs boas para fazer compota de maçã (como McIntosh). Isso garantirá que seu recheio seja doce, ácido, saboroso e apenas um pouco picante.

Engrossar os recheios de frutas para parar de empastar

As frutas suculentas do verão liberam água enquanto cozinham. Para evitar uma torta empapada, misture frutas frescas com um espessante como amido de milho ou amido de tapioca. Ou encontre uma receita que tenha um recheio de fruta parcialmente cozido e isso é especialmente útil para torta de mirtilo. Você acabará com fatias perfeitas com a quantidade certa de suculência.

Tecer a treliça da torta

Se você deixar a treliça para o final, vai acabar mexendo com tiras macias e quentes de massa sobre o recheio bagunçado. Trabalhe de maneira mais organizada simplesmente desenhando um círculo com a mesma circunferência do topo de sua torta em um pedaço de pergaminho. Então, usando o círculo como seu guia, teca sua treliça diretamente no papel. Refrigere até que você esteja pronto para cobrir a torta e, em seguida, deslize a estrutura pré-construída diretamente sobre o recheio.

Escove sua torta para mudar sua aparência

O que está nas cerdas de seu pincel de confeiteiro determina se sua torta terá um brilho sofisticado ou uma aparência rústica. Para um acabamento fosco, pincele a crosta superior não cozida com leite integral ou creme de leite. Para uma aparência brilhante, use ovos inteiros batidos ou apenas gemas. E se quiser que sua torta brilhe, cubra com clara de ovo e polvilhe com açúcar grosso.

Asse com uma pedra de pizza

Outra maneira de impedir o fundo encharcado é pré-aquecer o forno com uma assadeira ou pedra para pizza na prateleira de baixo. Asse a torta diretamente sobre essa superfície muito quente. Ela dará ao fundo um pouco de calor extra e produzirá uma crosta lindamente dourada que resistirá ao seu recheio. Para ter ainda mais segurança, polvilhe um pouco de biscoito, biscoito ou migalhas de pão na crosta inferior antes de adicionar o recheio e eles irão absorver o excesso de umidade.

Let Custard Filling Jiggle

As tortas de creme, especialmente de abóbora, são notórias por se dividirem no centro & mdash ou assar demais e coagular. Para minimizar esse risco, aceite uma leve assadura e remova a torta do forno assim que o recheio estiver colocado nas bordas, mas ainda ligeiramente sacudido no centro. Se a separação ainda acontecer, não se desespere & mdash é para isso que serve o chantilly!

Proteja as Bordas

Às vezes, a borda da crosta superior começa a escurecer antes de terminar o resto da torta. Você pode parar de dourar demais com um escudo para torta e usar um anel de metal ou silicone comprado em uma loja que cubra a borda da crosta. Ou faça seu próprio anel de papel alumínio. Para crostas superiores com risco de queimar, cubra a torta inteira com um pedaço grande de papel alumínio.


10 dicas para assar tortas perfeitas todas as vezes

Quer pregar aquela crosta dourada escamosa, recheio de frutas suculentas ou centro de creme sedoso? Veja como tornar suas ambições fantásticas em realidade.

Relacionado a:

Foto por: Maren Caruso / Getty

Foto por: Joy Skipper / Getty

Foto por: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst / Getty

Foto por: Ann Cutting / Getty

Asse as melhores tortas de todos os tempos

Cozinhar tortas é um compromisso. Portanto, não há nada mais triste do que quando sua crosta sai pegajosa, empapada ou queimada, ou quando seu recheio está tão escorrendo que parece uma piscina. Quer você esteja fazendo uma torta de cereja de verão ou uma extravagância de chocolate para as férias, o sucesso está nos detalhes. Siga essas dicas e nunca se desculpe por uma torta medíocre novamente.

A manteiga deve permanecer fria em cada etapa

Você conhece aquelas icônicas e deliciosas camadas escamosas em sua crosta de torta? Manteiga fria é o que os faz acontecer. Mas a manteiga é escorregadia e quer derreter (e vai derreter!) Em todas as oportunidades. E se amolecer antes de chegar ao forno, você vai acabar com uma crosta dura e deformada.

Para garantir que isso não aconteça, use água gelada e manteiga fria ao fazer a massa da torta. Minimize o manuseio da massa e estenda-a sobre uma superfície fria como uma pedra de mármore pré-resfriada ou uma bancada resfriada rapidamente com pacotes de chill. Se você está preocupado que a massa esteja ficando muito quente, você pode sempre fazer uma pausa e dar um resfriamento rápido na geladeira ou no freezer.

Para realmente fazer a manteiga se comportar, você pode congelar tortas recheadas e formadas por pelo menos 10 minutos antes de assar. E se sua cozinha ficar agradável no verão, é melhor substituir cerca de dois terços da manteiga da crosta por gordura vegetal, que não amolece tão rapidamente em temperatura ambiente.

Rolar massa para não grudar

Um pouquinho de farinha nem sempre impede que a massa grude na bancada. A solução? Deixe a massa esfriar antes de enrolá-la entre dois pedaços de pergaminho enfarinhado ou papel manteiga. Você não terá que raspar restos presos e será mais fácil transportar a massa para o prato de torta.

Asse a Crosta às Cegas

Algumas tortas de crosta única precisam de um pouco de amor pré-assado extra para não ficarem empapadas, especialmente se forem destinadas a conter uma torta de abóbora ou de nozes. Coloque a massa em uma forma de torta, forre-a com um pedaço grande de papel alumínio ou pergaminho e recheie com feijão ou arroz cru (para evitar que a massa fique estufada). Asse a 350 graus F até que a massa pareça fosca em vez de úmida, cerca de 20 minutos. Retire o papel alumínio e os pesos e asse até que o fundo da crosta esteja levemente dourado, mais 10 a 15 minutos. Deixe esfriar, depois recheie e leve ao forno.

Misture Suas Maçãs

Fizemos centenas (talvez milhares!) De tortas de maçã no Food Network Kitchen e quase sempre usamos uma combinação de maçãs. Não só torna o sabor mais equilibrado, mas também significa que o recheio não ficará muito mole ou muito crocante. Nossa fórmula vencedora: três quartos de maçãs doces que mantêm seu formato (como Granny Smith, Honey Crisp e Mutsu) e um quarto de maçãs boas para fazer compota de maçã (como McIntosh). Isso garantirá que seu recheio seja doce, ácido, saboroso e apenas um pouco picante.

Engrossar os recheios de frutas para parar de empastar

As frutas suculentas do verão liberam água enquanto cozinham. Para evitar que a torta fique empapada, misture frutas frescas com um espessante, como amido de milho ou amido de tapioca. Ou encontre uma receita que tenha um recheio de fruta parcialmente cozido e isso é especialmente útil para torta de mirtilo. Você acabará com fatias perfeitas com a quantidade certa de suculência.

Tecer a treliça da torta

Se você deixar a treliça para o final, vai acabar mexendo com tiras macias e quentes de massa sobre o recheio bagunçado. Trabalhe de maneira mais organizada simplesmente desenhando um círculo com a mesma circunferência do topo de sua torta em um pedaço de pergaminho. Então, usando o círculo como seu guia, teca sua treliça diretamente no papel. Refrigere até que você esteja pronto para cobrir a torta e, em seguida, deslize a estrutura pré-construída diretamente sobre o recheio.

Escove sua torta para mudar sua aparência

O que está nas cerdas do seu pincel para confeitar determina se sua torta terá um brilho sofisticado ou uma aparência rústica. Para um acabamento fosco, pincele a crosta superior não cozida com leite integral ou creme de leite. Para uma aparência brilhante, use ovos inteiros batidos ou apenas gemas. E se quiser que sua torta brilhe, cubra com clara de ovo e polvilhe com açúcar grosso.

Asse com uma pedra de pizza

Outra maneira de impedir o fundo encharcado é pré-aquecer o forno com uma assadeira ou pedra para pizza na prateleira de baixo. Asse a torta diretamente sobre essa superfície muito quente, ela dará ao fundo um pouco de calor extra e produzirá uma crosta lindamente dourada que resistirá ao seu recheio. Para ter ainda mais segurança, polvilhe um pouco de biscoito, biscoito ou migalhas de pão na crosta inferior antes de adicionar o recheio e eles irão absorver o excesso de umidade.

Let Custard Filling Jiggle

As tortas de creme, especialmente de abóbora, são conhecidas por se dividirem no centro & mdash ou assar demais e coalhar. Para minimizar esse risco, aceite uma leve assadura e remova a torta do forno assim que o recheio estiver colocado nas bordas, mas ainda ligeiramente sacudido no centro. Se a separação ainda acontecer, não se desespere & mdash é para isso que serve o chantilly!

Proteja as Bordas

Às vezes, a borda da crosta superior começa a escurecer antes de terminar o resto da torta. Você pode parar de dourar demais com um escudo para torta e usar um anel de metal ou silicone comprado em uma loja que cubra a borda da sua crosta. Ou faça seu próprio anel de papel alumínio. Para crostas superiores com risco de queimar, cubra a torta inteira com um pedaço grande de papel alumínio.


10 dicas para assar tortas perfeitas todas as vezes

Quer pregar aquela crosta dourada escamosa, recheio de frutas suculentas ou centro de creme sedoso? Veja como tornar suas ambições fantásticas em realidade.

Relacionado a:

Foto por: Maren Caruso / Getty

Foto por: Joy Skipper / Getty

Foto por: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst / Getty

Foto por: Ann Cutting / Getty

Asse as melhores tortas de todos os tempos

Cozinhar tortas é um compromisso. Portanto, não há nada mais triste do que quando sua crosta sai pegajosa, empapada ou queimada, ou quando seu recheio está tão escorrendo que parece uma piscina. Quer você esteja fazendo uma torta de cereja de verão ou uma extravagância de chocolate para as férias, o sucesso está nos detalhes. Siga essas dicas e nunca se desculpe por uma torta medíocre novamente.

A manteiga deve permanecer fria em cada etapa

Você conhece aquelas icônicas e deliciosas camadas escamosas em sua crosta de torta? Manteiga fria é o que os faz acontecer. Mas a manteiga é escorregadia e quer derreter (e vai derreter!) Em todas as oportunidades. E se amolecer antes de chegar ao forno, você vai acabar com uma crosta dura e deformada.

Para garantir que isso não aconteça, use água gelada e manteiga fria ao fazer a massa da torta. Minimize o manuseio da massa e estenda-a sobre uma superfície fria como uma pedra de mármore pré-resfriada ou uma bancada resfriada rapidamente com pacotes de chill. Se você está preocupado que a massa esteja ficando muito quente, você pode sempre fazer uma pausa e dar um resfriamento rápido na geladeira ou no freezer.

Para realmente fazer a manteiga se comportar, você pode congelar tortas recheadas e formadas por pelo menos 10 minutos antes de assar. E se sua cozinha ficar agradável no verão, é melhor substituir cerca de dois terços da manteiga da crosta por gordura vegetal, que não amolece tão rapidamente em temperatura ambiente.

Rolar massa para não grudar

Um pouquinho de farinha nem sempre impede que a massa grude na bancada. A solução? Deixe a massa esfriar antes de enrolá-la entre dois pedaços de pergaminho enfarinhado ou papel manteiga. Você não terá que raspar restos presos e será mais fácil transportar a massa para o prato de torta.

Asse a Crosta às Cegas

Algumas tortas de crosta única precisam de um pouco de amor pré-assado extra para não ficarem empapadas, especialmente se forem destinadas a conter uma torta de abóbora ou de nozes. Coloque a massa em uma forma de torta, forre-a com um pedaço grande de papel alumínio ou pergaminho e recheie com feijão ou arroz cru (para evitar que a massa fique estufada). Asse a 350 graus F até que a massa pareça fosca em vez de úmida, cerca de 20 minutos. Retire o papel alumínio e os pesos e asse até que o fundo da crosta esteja levemente dourado, mais 10 a 15 minutos. Deixe esfriar, depois recheie e leve ao forno.

Misture Suas Maçãs

Fizemos centenas (talvez milhares!) De tortas de maçã no Food Network Kitchen e quase sempre usamos uma combinação de maçãs. Não só torna o sabor mais equilibrado, mas também significa que o recheio não ficará muito mole ou muito crocante. Nossa fórmula vencedora: três quartos de maçãs doces que mantêm seu formato (como Granny Smith, Honey Crisp e Mutsu) e um quarto de maçãs boas para fazer compota de maçã (como McIntosh). Isso garantirá que seu recheio seja doce, ácido, saboroso e apenas um pouco picante.

Engrossar os recheios de frutas para impedir o encharcamento

As frutas suculentas do verão liberam água enquanto cozinham. Para evitar que a torta fique empapada, misture frutas frescas com um espessante, como amido de milho ou amido de tapioca. Ou encontre uma receita que tenha um recheio de fruta parcialmente cozido e isso é especialmente útil para torta de mirtilo. Você acabará com fatias perfeitas com a quantidade certa de suculência.

Tecer a treliça da torta

Se você deixar a treliça para o final, vai acabar mexendo com tiras macias e quentes de massa sobre o recheio bagunçado. Trabalhe de maneira mais organizada simplesmente desenhando um círculo com a mesma circunferência do topo de sua torta em um pedaço de pergaminho. Então, usando o círculo como seu guia, teca sua treliça diretamente no papel. Refrigere até que você esteja pronto para cobrir a torta e, em seguida, deslize a estrutura pré-construída diretamente sobre o recheio.

Escove sua torta para mudar sua aparência

O que está nas cerdas do seu pincel para confeitar determina se sua torta terá um brilho sofisticado ou uma aparência rústica. Para um acabamento fosco, pincele a crosta superior não cozida com leite integral ou creme de leite. Para uma aparência brilhante, use ovos inteiros batidos ou apenas gemas. E se quiser que sua torta brilhe, cubra com clara de ovo e polvilhe com açúcar grosso.

Asse com uma pedra de pizza

Outra maneira de impedir o fundo encharcado é pré-aquecer o forno com uma assadeira ou pedra para pizza na prateleira de baixo. Asse a torta diretamente sobre essa superfície muito quente, ela dará ao fundo um pouco de calor extra e produzirá uma crosta lindamente dourada que resistirá ao seu recheio. Para ter ainda mais segurança, polvilhe um pouco de biscoito, biscoito ou migalhas de pão na crosta inferior antes de adicionar o recheio e eles irão absorver o excesso de umidade.

Let Custard Filling Jiggle

As tortas de creme, especialmente de abóbora, são conhecidas por se dividirem no centro & mdash ou assar demais e coalhar. Para minimizar esse risco, aceite uma leve assadura e remova a torta do forno assim que o recheio estiver colocado nas bordas, mas ainda ligeiramente sacudido no centro. Se a separação ainda acontecer, não se desespere & mdash é para isso que serve o chantilly!

Proteja as Bordas

Às vezes, a borda da crosta superior começa a escurecer antes de terminar o resto da torta. Você pode parar de dourar demais com um escudo para torta e usar um anel de metal ou silicone comprado em uma loja que cubra a borda da crosta. Ou faça seu próprio anel de papel alumínio. Para crostas superiores com risco de queimar, cubra a torta inteira com um pedaço grande de papel alumínio.


10 dicas para assar tortas perfeitas todas as vezes

Quer pregar aquela crosta dourada escamosa, recheio de frutas suculentas ou centro de creme sedoso? Veja como tornar suas ambições fantásticas em realidade.

Relacionado a:

Foto por: Maren Caruso / Getty

Foto por: Joy Skipper / Getty

Foto por: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst / Getty

Foto por: Ann Cutting / Getty

Asse as melhores tortas de todos os tempos

Cozinhar tortas é um compromisso. Portanto, não há nada mais triste do que quando sua crosta sai pegajosa, empapada ou queimada, ou quando seu recheio está tão escorrendo que parece uma piscina. Quer você esteja fazendo uma torta de cereja de verão ou uma extravagância de chocolate para as festas, o sucesso está nos detalhes. Siga essas dicas e nunca se desculpe por uma torta medíocre novamente.

A manteiga deve permanecer fria em cada etapa

Você conhece aquelas icônicas e deliciosas camadas escamosas em sua crosta de torta? Manteiga fria é o que os faz acontecer. Mas a manteiga é escorregadia e quer derreter (e vai derreter!) Em todas as oportunidades. E se amolecer antes de chegar ao forno, você vai acabar com uma crosta dura e deformada.

Para garantir que isso não aconteça, use água gelada e manteiga fria ao fazer a massa da torta. Minimize o manuseio da massa e estenda-a sobre uma superfície fria como uma pedra de mármore pré-resfriada ou uma bancada resfriada rapidamente com pacotes de chill. Se você está preocupado que a massa esteja ficando muito quente, você pode sempre fazer uma pausa e dar um resfriamento rápido na geladeira ou no freezer.

Para realmente fazer a manteiga se comportar, você pode congelar tortas recheadas e formadas por pelo menos 10 minutos antes de assar. E se sua cozinha ficar agradável no verão, é melhor substituir cerca de dois terços da manteiga da crosta por gordura vegetal, que não amolece tão rapidamente em temperatura ambiente.

Rolar massa para não grudar

Um pouquinho de farinha nem sempre impede que a massa grude na bancada. A solução? Deixe a massa esfriar antes de enrolá-la entre dois pedaços de pergaminho enfarinhado ou papel manteiga. Você não terá que raspar restos presos e será mais fácil transportar a massa para o prato de torta.

Asse a Crosta às Cegas

Algumas tortas de crosta única precisam de um pouco de amor pré-assado extra para não ficarem empapadas, especialmente se forem destinadas a conter uma torta de abóbora ou de nozes. Coloque a massa em uma forma de torta, forre-a com um pedaço grande de papel alumínio ou pergaminho e recheie com feijão ou arroz cru (para evitar que a massa fique estufada). Asse a 350 graus F até que a massa pareça fosca em vez de úmida, cerca de 20 minutos. Retire o papel alumínio e os pesos e asse até que o fundo da crosta esteja levemente dourado, mais 10 a 15 minutos. Deixe esfriar, depois recheie e leve ao forno.

Misture Suas Maçãs

Fizemos centenas (talvez milhares!) De tortas de maçã no Food Network Kitchen e quase sempre usamos uma combinação de maçãs. Não só torna o sabor mais equilibrado, mas também significa que o recheio não ficará muito mole ou muito crocante. Nossa fórmula vencedora: três quartos de maçãs doces que mantêm seu formato (como Granny Smith, Honey Crisp e Mutsu) e um quarto de maçãs boas para fazer compota de maçã (como McIntosh). Isso garantirá que seu recheio seja doce, ácido, saboroso e apenas um pouco picante.

Engrossar os recheios de frutas para parar de empastar

As frutas suculentas do verão liberam água enquanto cozinham. Para evitar que a torta fique empapada, misture frutas frescas com um espessante, como amido de milho ou amido de tapioca. Ou encontre uma receita que tenha um recheio de frutas parcialmente cozido & mdash, isso é especialmente útil para torta de mirtilo. Você acabará com fatias perfeitas com a quantidade certa de suculência.

Tecer a treliça da torta

Se você deixar a treliça para o final, vai acabar mexendo com tiras macias e quentes de massa sobre o recheio bagunçado. Trabalhe de maneira mais organizada simplesmente desenhando um círculo com a mesma circunferência do topo de sua torta em um pedaço de pergaminho. Então, usando o círculo como seu guia, teca sua treliça diretamente no papel. Refrigere até que você esteja pronto para cobrir a torta e, em seguida, deslize a estrutura pré-construída diretamente sobre o recheio.

Escove sua torta para mudar sua aparência

O que está nas cerdas do seu pincel para confeitar determina se sua torta terá um brilho sofisticado ou uma aparência rústica. Para um acabamento fosco, pincele a crosta superior não cozida com leite integral ou creme de leite. Para uma aparência brilhante, use ovos inteiros batidos ou apenas gemas. E se quiser que sua torta brilhe, cubra com clara de ovo e polvilhe com açúcar grosso.

Asse com uma pedra de pizza

Outra maneira de impedir o fundo encharcado é pré-aquecer o forno com uma assadeira ou pedra para pizza na prateleira de baixo. Asse a torta diretamente sobre essa superfície muito quente, ela dará ao fundo um pouco de calor extra e produzirá uma crosta lindamente dourada que resistirá ao seu recheio. Para ter ainda mais segurança, polvilhe um pouco de biscoito, biscoito ou migalhas de pão na crosta inferior antes de adicionar o recheio e eles irão absorver o excesso de umidade.

Let Custard Filling Jiggle

As tortas de creme, especialmente de abóbora, são conhecidas por se dividirem no centro & mdash ou assar demais e coalhar. Para minimizar esse risco, aceite uma leve assadura e remova a torta do forno assim que o recheio estiver colocado nas bordas, mas ainda ligeiramente sacudido no centro. Se a separação ainda acontecer, não se desespere & mdash é para isso que serve o chantilly!

Proteja as Bordas

Às vezes, a borda da crosta superior começa a escurecer antes de terminar o resto da torta. Você pode parar de dourar demais com um escudo para torta e usar um anel de metal ou silicone comprado em uma loja que cubra a borda da sua crosta. Ou faça seu próprio anel de papel alumínio. Para crostas superiores com risco de queimar, cubra a torta inteira com um pedaço grande de papel alumínio.


10 dicas para assar tortas perfeitas todas as vezes

Quer pregar aquela crosta dourada escamosa, recheio de frutas suculentas ou centro de creme de leite? Veja como tornar suas ambições fantásticas em realidade.

Relacionado a:

Foto por: Maren Caruso / Getty

Foto por: Joy Skipper / Getty

Foto por: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst / Getty

Foto por: Ann Cutting / Getty

Asse as melhores tortas de todos os tempos

Cozinhar tortas é um compromisso. Portanto, não há nada mais triste do que quando sua crosta sai pegajosa, empapada ou queimada, ou quando seu recheio está tão escorrendo que parece uma piscina. Quer você esteja fazendo uma torta de cereja de verão ou uma extravagância de chocolate para as férias, o sucesso está nos detalhes. Siga essas dicas e nunca se desculpe por uma torta medíocre novamente.

A manteiga deve permanecer fria em cada etapa

Você conhece aquelas icônicas e deliciosas camadas escamosas em sua crosta de torta? Manteiga fria é o que os faz acontecer. Mas a manteiga é escorregadia e quer derreter (e vai derreter!) Em todas as oportunidades. E se amolecer antes de chegar ao forno, você vai acabar com uma crosta dura e deformada.

Para garantir que isso não aconteça, use água gelada e manteiga fria ao fazer a massa da torta. Minimize o manuseio da massa e estenda-a sobre uma superfície fria como uma pedra de mármore pré-resfriada ou uma bancada resfriada rapidamente com pacotes de chill. Se você está preocupado que a massa esteja ficando muito quente, você pode sempre fazer uma pausa e dar um resfriamento rápido na geladeira ou no freezer.

Para realmente fazer a manteiga se comportar, você pode congelar tortas recheadas e formadas por pelo menos 10 minutos antes de assar. E se sua cozinha ficar agradável no verão, é melhor substituir cerca de dois terços da manteiga da crosta por gordura vegetal, que não amolece tão rapidamente em temperatura ambiente.

Rolar massa para não grudar

Um pouquinho de farinha nem sempre impede que a massa grude na bancada. A solução? Deixe a massa esfriar antes de enrolá-la entre dois pedaços de pergaminho enfarinhado ou papel manteiga. Você não terá que raspar restos presos e será mais fácil transportar a massa para o prato de torta.

Asse a Crosta às Cegas

Algumas tortas de crosta única precisam de um pouco de amor pré-assado extra para não ficarem empapadas, especialmente se forem destinadas a conter uma torta de abóbora ou de nozes. Coloque a massa em uma forma de torta, forre-a com um pedaço grande de papel alumínio ou pergaminho e recheie com feijão seco ou arroz cru (para evitar que a massa fique estufada). Asse a 350 graus F até que a massa pareça fosca em vez de úmida, cerca de 20 minutos. Retire o papel alumínio e os pesos e asse até que o fundo da crosta esteja levemente dourado, mais 10 a 15 minutos. Deixe esfriar, depois recheie e leve ao forno.

Misture Suas Maçãs

Fizemos centenas (talvez milhares!) De tortas de maçã no Food Network Kitchen e quase sempre usamos uma combinação de maçãs. Não só torna o sabor mais equilibrado, mas também significa que o recheio não ficará muito mole ou muito crocante. Nossa fórmula vencedora: três quartos de maçãs doces que mantêm seu formato (como Granny Smith, Honey Crisp e Mutsu) e um quarto de maçãs boas para fazer compota de maçã (como McIntosh). Isso garantirá que seu recheio seja doce, ácido, saboroso e apenas um pouco picante.

Engrossar os recheios de frutas para impedir o encharcamento

As frutas suculentas do verão liberam água enquanto cozinham. Para evitar que a torta fique empapada, misture frutas frescas com um espessante, como amido de milho ou amido de tapioca. Ou encontre uma receita que tenha um recheio de fruta parcialmente cozido e isso é especialmente útil para torta de mirtilo. Você acabará com fatias perfeitas com a quantidade certa de suculência.

Tecer a treliça da torta

Se você deixar a treliça para o final, vai acabar mexendo com tiras macias e quentes de massa sobre o recheio bagunçado. Trabalhe de maneira mais organizada simplesmente desenhando um círculo com a mesma circunferência do topo de sua torta em um pedaço de pergaminho. Então, usando o círculo como seu guia, teca sua treliça diretamente no papel. Refrigere até que você esteja pronto para cobrir a torta e, em seguida, deslize a estrutura pré-construída diretamente sobre o recheio.

Escove sua torta para mudar sua aparência

O que está nas cerdas do seu pincel para confeitar determina se sua torta terá um brilho sofisticado ou uma aparência rústica. Para um acabamento fosco, pincele a crosta superior não cozida com leite integral ou creme de leite. Para uma aparência brilhante, use ovos inteiros batidos ou apenas gemas. E se quiser que sua torta brilhe, cubra com clara de ovo e polvilhe com açúcar grosso.

Asse com uma pedra de pizza

Outra maneira de impedir o fundo encharcado é pré-aquecer o forno com uma assadeira ou pedra para pizza na prateleira de baixo. Asse a torta diretamente sobre essa superfície muito quente, ela dará ao fundo um pouco de calor extra e produzirá uma crosta lindamente dourada que resistirá ao seu recheio. Para ter ainda mais segurança, polvilhe um pouco de biscoito, biscoito ou migalhas de pão na crosta inferior antes de adicionar o recheio e eles irão absorver o excesso de umidade.

Let Custard Filling Jiggle

As tortas de creme, especialmente de abóbora, são notórias por se dividirem no centro & mdash ou assar demais e coagular. Para minimizar esse risco, aceite uma leve assadura e remova a torta do forno assim que o recheio estiver colocado nas bordas, mas ainda ligeiramente sacudido no centro. Se a separação ainda acontecer, não se desespere & mdash é para isso que serve o chantilly!

Proteja as Bordas

Às vezes, a borda da crosta superior começa a escurecer antes de terminar o resto da torta. You can stop over-browning with a pie shield &mdash a store-bought metal or silicone ring that covers your crust's edg. Or make your own ring out of aluminum foil. For top crusts in danger of burning, cover the entire pie with a large piece of foil.


10 Tips for Baking Perfect Pies Every Time

Want to nail that flaky golden crust, juicy fruit filling or silky custard center? Here's how to make your pie-in-the-sky ambitions a reality.

Relacionado a:

Photo By: Maren Caruso/Getty

Photo By: Joy Skipper/Getty

Photo By: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst/Getty

Photo By: Ann Cutting/Getty

Bake the Best Pies Ever

Pie baking is a commitment. So there's nothing sadder than when your crust comes out slumpy, soggy or burnt, or when your filling is so runny it looks like a swimming pool. Whether you're making a summer cherry pie or a chocolate extravaganza for the holidays, success is in the details. Follow these tips and never apologize for mediocre pie again.

Butter Must Stay Cold at Every Step

You know those iconic, delicious flaky layers in your pie crust? Cold butter is what makes them happen. But butter is slippery &mdash it wants to melt (and will do so!) at every opportunity. And if it softens before reaching the oven then you'll end up with a tough, misshaped crust.

To ensure this doesn't happen, use ice water and cold butter when making pie dough. Minimize handling the dough and roll it out on a cold surface like a pre-chilled marble stone or a countertop quickly cooled with chill packs. If you're worried your dough is getting too warm, you can always pause and give it a quick cool-down in the fridge or freezer.

To really make butter to behave, you can freeze filled and formed pies for at least 10 minutes before baking. And if your kitchen gets balmy in the summer, you might be better off replacing about two-thirds of the butter in the crust with vegetable shortening, which won&rsquot soften so quickly at room temperature.

Roll Dough So It Won't Stick

A dusting of flour won't always prevent dough from sticking to the counter. A solução? Chill your dough rounds before rolling them between two pieces of floured parchment or wax paper. You won't have to scrape up stuck scraps, and you'll have an easier time transporting the dough to your pie plate.

Blind Bake the Crust

Some single-crust pies need a little extra prebaked love so they don't get soggy, especially if they're destined to hold a pumpkin or pecan pie. Place the dough in a pie dish, line it with a large piece of foil or parchment and fill with dry beans or raw rice (to stop the dough from puffing up). Bake at 350 degrees F until the dough looks matte instead of wet, about 20 minutes. Remove the foil and weights and bake until the bottom of the crust is just lightly golden, 10 to 15 minutes more. Let it cool, then fill and bake.

Mix Up Your Apples

We've baked hundreds (maybe thousands!) of apple pies in Food Network Kitchen and we almost always use a combination of apples. Not only does it make for a more balanced flavor, but it also means the filling won't end up too mushy or too crunchy. Our winning formula: three-quarters sweet-tart apples that hold their shape (like Granny Smith, Honey Crisp and Mutsu) and one-quarter good applesauce-making apples (like McIntosh). This will ensure that your filling is sweet, tart, toothsome and just a tad saucy.

Thicken Fruit Fillings to Stop Sogginess

Juicy summer fruits release water while they cook. To prevent a soggy pie, toss fresh fruit with a thickener like cornstarch or tapioca starch. Or find a recipe that has a partially-cooked fruit filling &mdash this is especially helpful for blueberry pie. You'll end up with picture-perfect slices with just the right amount of juiciness.

Weave the Lattice Off the Pie

If you save the lattice for last, you'll end up fussing with soft, warm strips of dough over messy filling. Work neater by simply drawing a circle the same circumference as the top of your pie on a piece of parchment. Then, using the circle as your guide, weave your lattice directly on the paper. Chill until you're ready to top the pie and then slide the prebuilt lattice directly onto the filling.

Brush Your Pie to Change Its Appearance

What's on your pastry brush's bristles determines whether your pie will have a high-end sheen or rustic look. For a matte finish, brush the unbaked top crust with whole milk or heavy cream. For a glossy look, use beaten whole eggs or just yolks. And if you want your pie to sparkle, coat with egg white and sprinkle with coarse sugar.

Bake With a Pizza Stone

Another way to stop a soggy bottom is by preheating your oven with a baking sheet or pizza stone on the bottom rack. Bake the pie directly on this seriously hot surface it will offer the bottom some extra heat and produce a beautifully browned crust that will stand up to your filling. For even more insurance, sprinkle some graham cracker, cookie or bread crumbs on the bottom crust before adding the filling &mdash they'll soak up any excess moisture.

Let Custard Filling Jiggle

Custard pies, especially pumpkin, are notorious for splitting down the center &mdash or overbaking and curdling. To minimize this risk, embrace slight underbaking and remove your pie from the oven once the filling is set around the edges but still slightly jiggly in the center. If a split still happens, don't despair &mdash that's what whipped cream is for!

Protect the Edges

Sometimes, the border of the top crust starts to darken before the rest of the pie is finished. You can stop over-browning with a pie shield &mdash a store-bought metal or silicone ring that covers your crust's edg. Or make your own ring out of aluminum foil. For top crusts in danger of burning, cover the entire pie with a large piece of foil.


10 Tips for Baking Perfect Pies Every Time

Want to nail that flaky golden crust, juicy fruit filling or silky custard center? Here's how to make your pie-in-the-sky ambitions a reality.

Relacionado a:

Photo By: Maren Caruso/Getty

Photo By: Joy Skipper/Getty

Photo By: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst/Getty

Photo By: Ann Cutting/Getty

Bake the Best Pies Ever

Pie baking is a commitment. So there's nothing sadder than when your crust comes out slumpy, soggy or burnt, or when your filling is so runny it looks like a swimming pool. Whether you're making a summer cherry pie or a chocolate extravaganza for the holidays, success is in the details. Follow these tips and never apologize for mediocre pie again.

Butter Must Stay Cold at Every Step

You know those iconic, delicious flaky layers in your pie crust? Cold butter is what makes them happen. But butter is slippery &mdash it wants to melt (and will do so!) at every opportunity. And if it softens before reaching the oven then you'll end up with a tough, misshaped crust.

To ensure this doesn't happen, use ice water and cold butter when making pie dough. Minimize handling the dough and roll it out on a cold surface like a pre-chilled marble stone or a countertop quickly cooled with chill packs. If you're worried your dough is getting too warm, you can always pause and give it a quick cool-down in the fridge or freezer.

To really make butter to behave, you can freeze filled and formed pies for at least 10 minutes before baking. And if your kitchen gets balmy in the summer, you might be better off replacing about two-thirds of the butter in the crust with vegetable shortening, which won&rsquot soften so quickly at room temperature.

Roll Dough So It Won't Stick

A dusting of flour won't always prevent dough from sticking to the counter. A solução? Chill your dough rounds before rolling them between two pieces of floured parchment or wax paper. You won't have to scrape up stuck scraps, and you'll have an easier time transporting the dough to your pie plate.

Blind Bake the Crust

Some single-crust pies need a little extra prebaked love so they don't get soggy, especially if they're destined to hold a pumpkin or pecan pie. Place the dough in a pie dish, line it with a large piece of foil or parchment and fill with dry beans or raw rice (to stop the dough from puffing up). Bake at 350 degrees F until the dough looks matte instead of wet, about 20 minutes. Remove the foil and weights and bake until the bottom of the crust is just lightly golden, 10 to 15 minutes more. Let it cool, then fill and bake.

Mix Up Your Apples

We've baked hundreds (maybe thousands!) of apple pies in Food Network Kitchen and we almost always use a combination of apples. Not only does it make for a more balanced flavor, but it also means the filling won't end up too mushy or too crunchy. Our winning formula: three-quarters sweet-tart apples that hold their shape (like Granny Smith, Honey Crisp and Mutsu) and one-quarter good applesauce-making apples (like McIntosh). This will ensure that your filling is sweet, tart, toothsome and just a tad saucy.

Thicken Fruit Fillings to Stop Sogginess

Juicy summer fruits release water while they cook. To prevent a soggy pie, toss fresh fruit with a thickener like cornstarch or tapioca starch. Or find a recipe that has a partially-cooked fruit filling &mdash this is especially helpful for blueberry pie. You'll end up with picture-perfect slices with just the right amount of juiciness.

Weave the Lattice Off the Pie

If you save the lattice for last, you'll end up fussing with soft, warm strips of dough over messy filling. Work neater by simply drawing a circle the same circumference as the top of your pie on a piece of parchment. Then, using the circle as your guide, weave your lattice directly on the paper. Chill until you're ready to top the pie and then slide the prebuilt lattice directly onto the filling.

Brush Your Pie to Change Its Appearance

What's on your pastry brush's bristles determines whether your pie will have a high-end sheen or rustic look. For a matte finish, brush the unbaked top crust with whole milk or heavy cream. For a glossy look, use beaten whole eggs or just yolks. And if you want your pie to sparkle, coat with egg white and sprinkle with coarse sugar.

Bake With a Pizza Stone

Another way to stop a soggy bottom is by preheating your oven with a baking sheet or pizza stone on the bottom rack. Bake the pie directly on this seriously hot surface it will offer the bottom some extra heat and produce a beautifully browned crust that will stand up to your filling. For even more insurance, sprinkle some graham cracker, cookie or bread crumbs on the bottom crust before adding the filling &mdash they'll soak up any excess moisture.

Let Custard Filling Jiggle

Custard pies, especially pumpkin, are notorious for splitting down the center &mdash or overbaking and curdling. To minimize this risk, embrace slight underbaking and remove your pie from the oven once the filling is set around the edges but still slightly jiggly in the center. If a split still happens, don't despair &mdash that's what whipped cream is for!

Protect the Edges

Sometimes, the border of the top crust starts to darken before the rest of the pie is finished. You can stop over-browning with a pie shield &mdash a store-bought metal or silicone ring that covers your crust's edg. Or make your own ring out of aluminum foil. For top crusts in danger of burning, cover the entire pie with a large piece of foil.


10 Tips for Baking Perfect Pies Every Time

Want to nail that flaky golden crust, juicy fruit filling or silky custard center? Here's how to make your pie-in-the-sky ambitions a reality.

Relacionado a:

Photo By: Maren Caruso/Getty

Photo By: Joy Skipper/Getty

Photo By: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst/Getty

Photo By: Ann Cutting/Getty

Bake the Best Pies Ever

Pie baking is a commitment. So there's nothing sadder than when your crust comes out slumpy, soggy or burnt, or when your filling is so runny it looks like a swimming pool. Whether you're making a summer cherry pie or a chocolate extravaganza for the holidays, success is in the details. Follow these tips and never apologize for mediocre pie again.

Butter Must Stay Cold at Every Step

You know those iconic, delicious flaky layers in your pie crust? Cold butter is what makes them happen. But butter is slippery &mdash it wants to melt (and will do so!) at every opportunity. And if it softens before reaching the oven then you'll end up with a tough, misshaped crust.

To ensure this doesn't happen, use ice water and cold butter when making pie dough. Minimize handling the dough and roll it out on a cold surface like a pre-chilled marble stone or a countertop quickly cooled with chill packs. If you're worried your dough is getting too warm, you can always pause and give it a quick cool-down in the fridge or freezer.

To really make butter to behave, you can freeze filled and formed pies for at least 10 minutes before baking. And if your kitchen gets balmy in the summer, you might be better off replacing about two-thirds of the butter in the crust with vegetable shortening, which won&rsquot soften so quickly at room temperature.

Roll Dough So It Won't Stick

A dusting of flour won't always prevent dough from sticking to the counter. A solução? Chill your dough rounds before rolling them between two pieces of floured parchment or wax paper. You won't have to scrape up stuck scraps, and you'll have an easier time transporting the dough to your pie plate.

Blind Bake the Crust

Some single-crust pies need a little extra prebaked love so they don't get soggy, especially if they're destined to hold a pumpkin or pecan pie. Place the dough in a pie dish, line it with a large piece of foil or parchment and fill with dry beans or raw rice (to stop the dough from puffing up). Bake at 350 degrees F until the dough looks matte instead of wet, about 20 minutes. Remove the foil and weights and bake until the bottom of the crust is just lightly golden, 10 to 15 minutes more. Let it cool, then fill and bake.

Mix Up Your Apples

We've baked hundreds (maybe thousands!) of apple pies in Food Network Kitchen and we almost always use a combination of apples. Not only does it make for a more balanced flavor, but it also means the filling won't end up too mushy or too crunchy. Our winning formula: three-quarters sweet-tart apples that hold their shape (like Granny Smith, Honey Crisp and Mutsu) and one-quarter good applesauce-making apples (like McIntosh). This will ensure that your filling is sweet, tart, toothsome and just a tad saucy.

Thicken Fruit Fillings to Stop Sogginess

Juicy summer fruits release water while they cook. To prevent a soggy pie, toss fresh fruit with a thickener like cornstarch or tapioca starch. Or find a recipe that has a partially-cooked fruit filling &mdash this is especially helpful for blueberry pie. You'll end up with picture-perfect slices with just the right amount of juiciness.

Weave the Lattice Off the Pie

If you save the lattice for last, you'll end up fussing with soft, warm strips of dough over messy filling. Work neater by simply drawing a circle the same circumference as the top of your pie on a piece of parchment. Then, using the circle as your guide, weave your lattice directly on the paper. Chill until you're ready to top the pie and then slide the prebuilt lattice directly onto the filling.

Brush Your Pie to Change Its Appearance

What's on your pastry brush's bristles determines whether your pie will have a high-end sheen or rustic look. For a matte finish, brush the unbaked top crust with whole milk or heavy cream. For a glossy look, use beaten whole eggs or just yolks. And if you want your pie to sparkle, coat with egg white and sprinkle with coarse sugar.

Bake With a Pizza Stone

Another way to stop a soggy bottom is by preheating your oven with a baking sheet or pizza stone on the bottom rack. Bake the pie directly on this seriously hot surface it will offer the bottom some extra heat and produce a beautifully browned crust that will stand up to your filling. For even more insurance, sprinkle some graham cracker, cookie or bread crumbs on the bottom crust before adding the filling &mdash they'll soak up any excess moisture.

Let Custard Filling Jiggle

Custard pies, especially pumpkin, are notorious for splitting down the center &mdash or overbaking and curdling. To minimize this risk, embrace slight underbaking and remove your pie from the oven once the filling is set around the edges but still slightly jiggly in the center. If a split still happens, don't despair &mdash that's what whipped cream is for!

Protect the Edges

Sometimes, the border of the top crust starts to darken before the rest of the pie is finished. You can stop over-browning with a pie shield &mdash a store-bought metal or silicone ring that covers your crust's edg. Or make your own ring out of aluminum foil. For top crusts in danger of burning, cover the entire pie with a large piece of foil.


10 Tips for Baking Perfect Pies Every Time

Want to nail that flaky golden crust, juicy fruit filling or silky custard center? Here's how to make your pie-in-the-sky ambitions a reality.

Relacionado a:

Photo By: Maren Caruso/Getty

Photo By: Joy Skipper/Getty

Photo By: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst/Getty

Photo By: Ann Cutting/Getty

Bake the Best Pies Ever

Pie baking is a commitment. So there's nothing sadder than when your crust comes out slumpy, soggy or burnt, or when your filling is so runny it looks like a swimming pool. Whether you're making a summer cherry pie or a chocolate extravaganza for the holidays, success is in the details. Follow these tips and never apologize for mediocre pie again.

Butter Must Stay Cold at Every Step

You know those iconic, delicious flaky layers in your pie crust? Cold butter is what makes them happen. But butter is slippery &mdash it wants to melt (and will do so!) at every opportunity. And if it softens before reaching the oven then you'll end up with a tough, misshaped crust.

To ensure this doesn't happen, use ice water and cold butter when making pie dough. Minimize handling the dough and roll it out on a cold surface like a pre-chilled marble stone or a countertop quickly cooled with chill packs. If you're worried your dough is getting too warm, you can always pause and give it a quick cool-down in the fridge or freezer.

To really make butter to behave, you can freeze filled and formed pies for at least 10 minutes before baking. And if your kitchen gets balmy in the summer, you might be better off replacing about two-thirds of the butter in the crust with vegetable shortening, which won&rsquot soften so quickly at room temperature.

Roll Dough So It Won't Stick

A dusting of flour won't always prevent dough from sticking to the counter. A solução? Chill your dough rounds before rolling them between two pieces of floured parchment or wax paper. You won't have to scrape up stuck scraps, and you'll have an easier time transporting the dough to your pie plate.

Blind Bake the Crust

Some single-crust pies need a little extra prebaked love so they don't get soggy, especially if they're destined to hold a pumpkin or pecan pie. Place the dough in a pie dish, line it with a large piece of foil or parchment and fill with dry beans or raw rice (to stop the dough from puffing up). Bake at 350 degrees F until the dough looks matte instead of wet, about 20 minutes. Remove the foil and weights and bake until the bottom of the crust is just lightly golden, 10 to 15 minutes more. Let it cool, then fill and bake.

Mix Up Your Apples

We've baked hundreds (maybe thousands!) of apple pies in Food Network Kitchen and we almost always use a combination of apples. Not only does it make for a more balanced flavor, but it also means the filling won't end up too mushy or too crunchy. Our winning formula: three-quarters sweet-tart apples that hold their shape (like Granny Smith, Honey Crisp and Mutsu) and one-quarter good applesauce-making apples (like McIntosh). This will ensure that your filling is sweet, tart, toothsome and just a tad saucy.

Thicken Fruit Fillings to Stop Sogginess

Juicy summer fruits release water while they cook. To prevent a soggy pie, toss fresh fruit with a thickener like cornstarch or tapioca starch. Or find a recipe that has a partially-cooked fruit filling &mdash this is especially helpful for blueberry pie. You'll end up with picture-perfect slices with just the right amount of juiciness.

Weave the Lattice Off the Pie

If you save the lattice for last, you'll end up fussing with soft, warm strips of dough over messy filling. Work neater by simply drawing a circle the same circumference as the top of your pie on a piece of parchment. Then, using the circle as your guide, weave your lattice directly on the paper. Chill until you're ready to top the pie and then slide the prebuilt lattice directly onto the filling.

Brush Your Pie to Change Its Appearance

What's on your pastry brush's bristles determines whether your pie will have a high-end sheen or rustic look. For a matte finish, brush the unbaked top crust with whole milk or heavy cream. For a glossy look, use beaten whole eggs or just yolks. And if you want your pie to sparkle, coat with egg white and sprinkle with coarse sugar.

Bake With a Pizza Stone

Another way to stop a soggy bottom is by preheating your oven with a baking sheet or pizza stone on the bottom rack. Bake the pie directly on this seriously hot surface it will offer the bottom some extra heat and produce a beautifully browned crust that will stand up to your filling. For even more insurance, sprinkle some graham cracker, cookie or bread crumbs on the bottom crust before adding the filling &mdash they'll soak up any excess moisture.

Let Custard Filling Jiggle

Custard pies, especially pumpkin, are notorious for splitting down the center &mdash or overbaking and curdling. To minimize this risk, embrace slight underbaking and remove your pie from the oven once the filling is set around the edges but still slightly jiggly in the center. If a split still happens, don't despair &mdash that's what whipped cream is for!

Protect the Edges

Sometimes, the border of the top crust starts to darken before the rest of the pie is finished. You can stop over-browning with a pie shield &mdash a store-bought metal or silicone ring that covers your crust's edg. Or make your own ring out of aluminum foil. For top crusts in danger of burning, cover the entire pie with a large piece of foil.


10 Tips for Baking Perfect Pies Every Time

Want to nail that flaky golden crust, juicy fruit filling or silky custard center? Here's how to make your pie-in-the-sky ambitions a reality.

Relacionado a:

Photo By: Maren Caruso/Getty

Photo By: Joy Skipper/Getty

Photo By: Dorling Kindersley: Charlotte Tolhurst/Getty

Photo By: Ann Cutting/Getty

Bake the Best Pies Ever

Pie baking is a commitment. So there's nothing sadder than when your crust comes out slumpy, soggy or burnt, or when your filling is so runny it looks like a swimming pool. Whether you're making a summer cherry pie or a chocolate extravaganza for the holidays, success is in the details. Follow these tips and never apologize for mediocre pie again.

Butter Must Stay Cold at Every Step

You know those iconic, delicious flaky layers in your pie crust? Cold butter is what makes them happen. But butter is slippery &mdash it wants to melt (and will do so!) at every opportunity. And if it softens before reaching the oven then you'll end up with a tough, misshaped crust.

To ensure this doesn't happen, use ice water and cold butter when making pie dough. Minimize handling the dough and roll it out on a cold surface like a pre-chilled marble stone or a countertop quickly cooled with chill packs. If you're worried your dough is getting too warm, you can always pause and give it a quick cool-down in the fridge or freezer.

To really make butter to behave, you can freeze filled and formed pies for at least 10 minutes before baking. And if your kitchen gets balmy in the summer, you might be better off replacing about two-thirds of the butter in the crust with vegetable shortening, which won&rsquot soften so quickly at room temperature.

Roll Dough So It Won't Stick

A dusting of flour won't always prevent dough from sticking to the counter. A solução? Chill your dough rounds before rolling them between two pieces of floured parchment or wax paper. You won't have to scrape up stuck scraps, and you'll have an easier time transporting the dough to your pie plate.

Blind Bake the Crust

Some single-crust pies need a little extra prebaked love so they don't get soggy, especially if they're destined to hold a pumpkin or pecan pie. Place the dough in a pie dish, line it with a large piece of foil or parchment and fill with dry beans or raw rice (to stop the dough from puffing up). Bake at 350 degrees F until the dough looks matte instead of wet, about 20 minutes. Remove the foil and weights and bake until the bottom of the crust is just lightly golden, 10 to 15 minutes more. Let it cool, then fill and bake.

Mix Up Your Apples

We've baked hundreds (maybe thousands!) of apple pies in Food Network Kitchen and we almost always use a combination of apples. Not only does it make for a more balanced flavor, but it also means the filling won't end up too mushy or too crunchy. Our winning formula: three-quarters sweet-tart apples that hold their shape (like Granny Smith, Honey Crisp and Mutsu) and one-quarter good applesauce-making apples (like McIntosh). This will ensure that your filling is sweet, tart, toothsome and just a tad saucy.

Thicken Fruit Fillings to Stop Sogginess

Juicy summer fruits release water while they cook. To prevent a soggy pie, toss fresh fruit with a thickener like cornstarch or tapioca starch. Or find a recipe that has a partially-cooked fruit filling &mdash this is especially helpful for blueberry pie. You'll end up with picture-perfect slices with just the right amount of juiciness.

Weave the Lattice Off the Pie

If you save the lattice for last, you'll end up fussing with soft, warm strips of dough over messy filling. Work neater by simply drawing a circle the same circumference as the top of your pie on a piece of parchment. Then, using the circle as your guide, weave your lattice directly on the paper. Chill until you're ready to top the pie and then slide the prebuilt lattice directly onto the filling.

Brush Your Pie to Change Its Appearance

What's on your pastry brush's bristles determines whether your pie will have a high-end sheen or rustic look. For a matte finish, brush the unbaked top crust with whole milk or heavy cream. For a glossy look, use beaten whole eggs or just yolks. And if you want your pie to sparkle, coat with egg white and sprinkle with coarse sugar.

Bake With a Pizza Stone

Another way to stop a soggy bottom is by preheating your oven with a baking sheet or pizza stone on the bottom rack. Bake the pie directly on this seriously hot surface it will offer the bottom some extra heat and produce a beautifully browned crust that will stand up to your filling. For even more insurance, sprinkle some graham cracker, cookie or bread crumbs on the bottom crust before adding the filling &mdash they'll soak up any excess moisture.

Let Custard Filling Jiggle

Custard pies, especially pumpkin, are notorious for splitting down the center &mdash or overbaking and curdling. To minimize this risk, embrace slight underbaking and remove your pie from the oven once the filling is set around the edges but still slightly jiggly in the center. If a split still happens, don't despair &mdash that's what whipped cream is for!

Protect the Edges

Sometimes, the border of the top crust starts to darken before the rest of the pie is finished. You can stop over-browning with a pie shield &mdash a store-bought metal or silicone ring that covers your crust's edg. Or make your own ring out of aluminum foil. For top crusts in danger of burning, cover the entire pie with a large piece of foil.