Novas receitas

Maus hábitos na cozinha para quebrar agora

Maus hábitos na cozinha para quebrar agora

Com as festas de fim de ano se aproximando, muitos de nós passaremos mais tempo cozinhando do que em qualquer outra época do ano. Se cozinhar é uma experiência estressante e desorganizada para você, pare com seus maus hábitos de cozinha para um momento muito mais agradável.

Clique aqui para ver 11 hábitos ruins na cozinha para quebrar agora (apresentação de slides)

Uma das primeiras coisas que você aprende na escola de culinária é maximizar sua eficiência. Isso significa não correr pela cozinha para procurar o equipamento ou ficar na metade de uma receita para descobrir que você precisava do suco de uma dúzia de limões para a próxima etapa. Embora você possa não precisar da eficiência de um cozinheiro profissional, que geralmente tem várias refeições diferentes em andamento ao mesmo tempo, essas dicas irão melhorar suas habilidades culinárias e eliminar o caos na cozinha.

Reduza o estresse na cozinha criando um atmosfera organizada. Uma cozinha bagunçada torna mais difícil cozinhar. É uma tarefa irritante no início, mas da próxima vez que você estiver cozinhando, descubra quais utensílios, potes e panelas você mais usa e, em seguida, mova-os para locais convenientes mais proeminentes. A memória muscular de buscar a mesma panela toda vez que fritar um ovo, por exemplo, o ajudará a colocar a comida na mesa com mais rapidez e aumentar a eficiência. Você também ficará menos frustrado quando não tiver que parar o que está fazendo para rastrear o liquidificador de imersão ou o rolo de massa.

Muitos hábitos ruins giram em torno da limpeza. Quando você tem um torta no forno, uma sopa no fogão, e estão trabalhando simultaneamente em aperitivos, uma cozinha bagunçada é seu pior inimigo. Embora você possa não querer limpar enquanto cozinha, menos desordem na cozinha o ajudará a se concentrar na tarefa em mãos. Se você mantiver as superfícies livres de lixo e desordem, será capaz de criar receitas com facilidade.

Maus hábitos também podem ser perigosos; seja lavando sua faca depois de cortar carne crua ou deixando panos de prato perto do fogo, você está colocando você e sua família em perigo ao cometer esses pecados de cozinha.

Quando tudo corre bem, cozinhar é uma experiência divertida que você pode compartilhar com sua família e amigos. Quebre seus maus hábitos na cozinha, obedecendo a este conselho da escola de culinária antes do início da temporada de férias e aproveite ao máximo seu tempo na cozinha.

Mantenha uma bancada limpa

(Crédito: iStock / Thinkstock)
Superfícies sujas na cozinha podem ser perigosas. Lave potes, panelas, facas e tábuas de cortar enquanto cozinha e use uma tigela grande para coletar o lixo enquanto cozinha, para que fique tudo em um só lugar e não acabe no chão.

Não deixe panos de prato ou pegadores de panela espalhados

(Crédito: iStock / Thinkstock)
Os panos de prato e os pegadores de panela devem voltar no mesmo lugar toda vez que você os usar, para que você saiba onde encontrá-los sem nem mesmo pensar nisso. Eles nunca devem ser deixados de fora no balcão, tanto porque estão sujos quanto porque são um perigo de incêndio perto do fogão.

Julie Ruggirello é a Editora de Receitas do The Daily Meal. Siga ela no twitter @TDMRecipeEditor.


10 maus hábitos culinários que você deve quebrar


Por Hilary Meyer, editora associada de alimentos, EatingWell Magazine

Alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Quando se trata de cozinhar, você pode ter alguns hábitos ruins dos quais nem mesmo está ciente. Alguns podem estar mantendo sua refeição pouco antes de atingir a perfeição, enquanto outros podem realmente ser prejudiciais à sua saúde. Abaixo estão 10 maus hábitos culinários comuns que você deve quebrar:

1. Óleo de aquecimento até que fume—A maioria das receitas começa com óleo para aquecimento em uma panela. Geralmente leva um pouco de tempo para o fogão esquentar, então colocamos o óleo e viramos as costas para a panela para fazer outra coisa enquanto ela esquenta. Antes que você perceba, você vê nuvens de fumaça, o que significa que a panela está quente e pronta para cozinhar, certo? Errado! Não apenas muitos óleos têm um gosto ruim depois de serem aquecidos ou ultrapassados ​​seu ponto de fumaça, mas quando os óleos são aquecidos até o ponto de fumaça ou reaquecidos repetidamente, eles começam a se decompor, destruindo os antioxidantes benéficos do óleo e formando compostos prejudiciais. No entanto, o ponto de fumaça de um óleo é realmente uma faixa de temperatura (o do azeite está entre 365 ° e 420 ° F), não um número absoluto, porque muitos fatores afetam as propriedades químicas do óleo. Você pode cozinhar de forma segura e saudável com qualquer óleo, não aquecendo-o até que comece a soltar fumaça - para deixar o óleo quente o suficiente para cozinhar, apenas aqueça-o até que comece a brilhar.

2. Mexendo demais a comida—É tentador mexer a comida constantemente para evitar que queime, mas mexer demais pode ser uma coisa ruim. Ele evita o escurecimento - um intensificador de sabor que você obtém ao deixar a comida repousar sobre uma superfície quente - e quebra a comida, deixando sua refeição pastosa. Resista à tentação de mexer constantemente, a menos que a receita diga especificamente para você fazer isso.

3. Encher demais a frigideira—Às vezes, cozinhar requer um pouco de paciência. Pode ser mais rápido encher a panela até a borda com ingredientes, mas isso pode retardar o cozimento e dar a você uma grande pilha de mingau no final. Se você quiser refogar, encher demais a panela fará com que a comida ferva e não dará os resultados crocantes que você deseja. O mesmo vale para cozinhar carne. Empurrar muita carne na frigideira abaixa a temperatura da frigideira muito rapidamente, o que pode causar degola e uma série de outros problemas. Sua melhor aposta é cozinhar em lotes. O tempo extra que você dedica tornará sua refeição muito melhor.

4. Você não deixa sua carne descansar—Você está com fome e quer comer aquele bife que acabou de tirar da grelha. Esperar! Deixe sua carne descansar antes de cortá-la. Ao descansar, os sucos são redistribuídos pela carne e você obterá resultados mais suculentos. Corte muito cedo, e todo o suco acabará na sua tábua e não vai parar na sua carne. Descanse pedaços menores de carne por tempos mais curtos (digamos 5 a 10 minutos ou mais) e deixe assados ​​maiores por mais tempo (até 20 minutos para um peru inteiro, por exemplo).

5. Você enxágue a carne antes de cozinhar- Enxaguar a carne da pia pode eliminar o fator de limo, mas contamina a pia com bactérias que podem causar doenças transmitidas por alimentos. Enxugue a carne com uma toalha de papel para remover qualquer resíduo indesejado.

6. Usando panelas antiaderentes em alta temperatura—Abaixe o fogo ao usar panelas antiaderentes. As altas temperaturas podem fazer com que o revestimento antiaderente libere PFCs (perfluorocarbonos) na forma de gases. Os PFCs estão ligados a danos ao fígado e problemas de desenvolvimento. Verifique com o fabricante da panela quais temperaturas eles recomendam.

7. Uso de utensílios de metal em bandejas antiaderentes—Utilizar utensílios de metal em uma panela antiaderente não é uma boa ideia. Você pode arranhar inadvertidamente a superfície da panela, o que pode levar a ingerir os PFCs no revestimento antiaderente. Use utensílios de madeira ou de borracha resistentes ao calor ao usar panelas antiaderentes.

8. Mistura de líquidos quentes (sem remover a rolha)—Você só precisa misturar líquidos quentes e fazê-los explodir em você e sua cozinha uma vez, porque o resultado é bastante memorável. A maioria dos liquidificadores vem com uma tampa removível na parte superior. Se você já foi atacado por líquidos quentes do seu liquidificador, é provavelmente porque você não removeu a rolha antes de misturar. O vapor do líquido quente cria uma pressão que literalmente explode a tampa se a tampa estiver no lugar. Para aliviar a pressão, remova a rolha e cubra o orifício com uma toalha dobrada para evitar sujar antes de misturar.

9. Coloque os pratos pirex sob a grelha—As frigideiras pirex são ótimas para fazer caçarolas, mas use uma frigideira de metal se sua receita exigir grelhar - mesmo que por um curto período de tempo. As bandejas Pyrex não são projetadas para suportar o calor de um frango. Se ficarem muito quentes, quebrarão e você terá que começar a receita do zero e ter uma grande bagunça para limpar no forno.

10. Mistura excessiva da massa—Quando você está fazendo massa para assar (ou qualquer coisa com grandes quantidades de farinha) você quer que tudo esteja bem misturado. E para combinar, você mistura. Mas muita mistura não é bom. A ação mecânica da mistura faz com que o glúten se forme na farinha, tornando os produtos de panificação duros. Então misture delicadamente até que a massa fique uniforme e, em seguida, coloque a batedeira.

Que maus hábitos culinários você precisa quebrar?

Por Hilary Meyer, Editor Associado de Alimentos da EatingWell

A editora associada de EatingWell Food, Hilary Meyer, passa grande parte de seu tempo na EatingWell Test Kitchen, testando e desenvolvendo receitas saudáveis. Ela é graduada pelo New England Culinary Institute.


10 maus hábitos culinários que você deve quebrar


Por Hilary Meyer, editora associada de alimentos, EatingWell Magazine

Alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Quando se trata de cozinhar, você pode ter alguns hábitos ruins dos quais nem mesmo está ciente. Alguns podem estar mantendo sua refeição pouco antes de atingir a perfeição, enquanto outros podem realmente ser prejudiciais à sua saúde. Abaixo estão 10 maus hábitos culinários comuns que você deve quebrar:

1. Óleo de aquecimento até que fume—A maioria das receitas começa com óleo para aquecimento em uma panela. Geralmente leva um pouco de tempo para o fogão esquentar, então colocamos o óleo e viramos as costas para a panela para fazer outra coisa enquanto ela esquenta. Antes que você perceba, você vê nuvens de fumaça, o que significa que a panela está quente e pronta para cozinhar, certo? Errado! Não apenas muitos óleos têm um gosto ruim depois de serem aquecidos ou ultrapassados ​​seu ponto de fumaça, mas quando os óleos são aquecidos até o ponto de fumaça ou reaquecidos repetidamente, eles começam a se decompor, destruindo os antioxidantes benéficos do óleo e formando compostos prejudiciais. No entanto, o ponto de fumaça de um óleo é realmente uma faixa de temperatura (o do azeite está entre 365 ° e 420 ° F), não um número absoluto, porque muitos fatores afetam as propriedades químicas do óleo. Você pode cozinhar de forma segura e saudável com qualquer óleo, não aquecendo-o até que comece a soltar fumaça - para deixar o óleo quente o suficiente para cozinhar, apenas aqueça-o até que comece a brilhar.

2. Mexendo demais a comida—É tentador mexer a comida constantemente para evitar que queime, mas mexer demais pode ser uma coisa ruim. Ele evita o escurecimento - um intensificador de sabor que você obtém ao deixar a comida repousar sobre uma superfície quente - e quebra a comida, deixando sua refeição pastosa. Resista à tentação de mexer constantemente, a menos que a receita diga especificamente para você fazer isso.

3. Encher demais a frigideira—Às vezes, cozinhar requer um pouco de paciência. Pode ser mais rápido encher a panela até a borda com ingredientes, mas isso pode retardar o cozimento e dar a você uma grande pilha de mingau no final. Se você quiser refogar, encher demais a panela fará com que a comida ferva e não dará os resultados crocantes que você deseja. O mesmo vale para cozinhar carne. Empurrar muita carne na frigideira abaixa a temperatura da frigideira muito rapidamente, o que pode causar degola e uma série de outros problemas. Sua melhor aposta é cozinhar em lotes. O tempo extra que você dedica tornará sua refeição muito melhor.

4. Você não deixa sua carne descansar—Você está com fome e quer comer aquele bife que acabou de tirar da grelha. Esperar! Deixe sua carne descansar antes de cortá-la. Ao descansar, os sucos são redistribuídos pela carne e você obterá resultados mais suculentos. Corte muito cedo, e todo o suco acabará na sua tábua de cortar e não vai parar na sua carne. Descanse pedaços menores de carne por tempos mais curtos (digamos 5 a 10 minutos ou mais) e deixe assados ​​maiores por mais tempo (até 20 minutos para um peru inteiro, por exemplo).

5. Você enxágue a carne antes de cozinhar- Enxaguar a carne da pia pode eliminar o fator de limo, mas contamina a pia com bactérias que podem causar doenças transmitidas por alimentos. Enxugue a carne com uma toalha de papel para remover qualquer resíduo indesejado.

6. Usando panelas antiaderentes em alta temperatura—Abaixe o fogo ao usar panelas antiaderentes. As altas temperaturas podem fazer com que o revestimento antiaderente libere PFCs (perfluorocarbonos) na forma de gases. Os PFCs estão ligados a danos no fígado e problemas de desenvolvimento. Verifique com o fabricante da panela quais temperaturas eles recomendam.

7. Uso de utensílios de metal em bandejas antiaderentes—Utilizar utensílios de metal em uma panela antiaderente não é uma boa ideia. Você pode arranhar inadvertidamente a superfície da panela, o que pode levar a ingerir os PFCs no revestimento antiaderente. Use utensílios de madeira ou de borracha resistentes ao calor ao usar panelas antiaderentes.

8. Mistura de líquidos quentes (sem remover a rolha)—Você só precisa misturar líquidos quentes e fazê-los explodir em você e sua cozinha uma vez, porque o resultado é bastante memorável. A maioria dos liquidificadores vem com uma tampa removível na parte superior. Se você já foi atacado por líquidos quentes do seu liquidificador, é provavelmente porque você não removeu a rolha antes de misturar. O vapor do líquido quente cria uma pressão que literalmente explode a tampa se a tampa estiver no lugar. Para aliviar a pressão, remova a rolha e cubra o orifício com uma toalha dobrada para evitar sujar antes de misturar.

9. Coloque os pratos pirex sob a grelha—As frigideiras pirex são ótimas para fazer caçarolas, mas use uma frigideira de metal se sua receita exigir grelhar - mesmo que por um curto período de tempo. As bandejas Pyrex não são projetadas para suportar o calor de um frango. Se ficarem muito quentes, quebrarão e você terá que começar a receita do zero e ter uma grande bagunça para limpar no forno.

10. Mistura excessiva da massa—Quando você está fazendo massa para assar (ou qualquer coisa com grandes quantidades de farinha) você quer que tudo esteja bem misturado. E para combinar, você mistura. Mas muita mistura não é bom. A ação mecânica da mistura faz com que o glúten se forme na farinha, tornando os produtos de panificação duros. Então, misture delicadamente até que a massa fique uniforme e, em seguida, coloque a batedeira.

Que maus hábitos culinários você precisa quebrar?

Por Hilary Meyer, Editor Associado de Alimentos da EatingWell

A editora associada de EatingWell Food, Hilary Meyer, passa grande parte de seu tempo na EatingWell Test Kitchen, testando e desenvolvendo receitas saudáveis. Ela é graduada pelo New England Culinary Institute.


10 maus hábitos culinários que você deve quebrar


Por Hilary Meyer, editora associada de alimentos, EatingWell Magazine

Alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Quando se trata de cozinhar, você pode ter alguns hábitos ruins dos quais nem mesmo está ciente. Alguns podem estar mantendo sua refeição pouco antes de atingir a perfeição, enquanto outros podem realmente ser prejudiciais à sua saúde. Abaixo estão 10 maus hábitos culinários comuns que você deve quebrar:

1. Óleo de aquecimento até que fume—A maioria das receitas começa com óleo para aquecimento em uma panela. Geralmente leva um pouco de tempo para o fogão esquentar, então colocamos o óleo e viramos as costas para a panela para fazer outra coisa enquanto ela esquenta. Antes que você perceba, você vê nuvens de fumaça, o que significa que a panela está quente e pronta para cozinhar, certo? Errado! Não apenas muitos óleos têm um gosto ruim depois de serem aquecidos ou ultrapassados ​​seu ponto de fumaça, mas quando os óleos são aquecidos até o ponto de fumaça ou reaquecidos repetidamente, eles começam a se decompor, destruindo os antioxidantes benéficos do óleo e formando compostos prejudiciais. No entanto, o ponto de fumaça de um óleo é realmente uma faixa de temperatura (o do azeite está entre 365 ° e 420 ° F), não um número absoluto, porque muitos fatores afetam as propriedades químicas do óleo. Você pode cozinhar de forma segura e saudável com qualquer óleo, não o aquecendo até que comece a soltar fumaça - para deixar o óleo quente o suficiente para cozinhar, apenas aqueça-o até que comece a brilhar.

2. Mexendo demais a comida—É tentador mexer a comida constantemente para evitar que queime, mas mexer demais pode ser uma coisa ruim. Ele evita o escurecimento - um intensificador de sabor que você obtém ao deixar a comida repousar sobre uma superfície quente - e quebra a comida, deixando sua refeição pastosa. Resista à tentação de mexer constantemente, a menos que a receita diga especificamente para fazer isso.

3. Encher demais a frigideira—Às vezes, cozinhar exige um pouco de paciência. Pode ser mais rápido encher a panela até a borda com ingredientes, mas isso pode retardar o cozimento e dar a você uma grande pilha de mingau no final. Se você quiser refogar, encher demais a panela fará com que a comida ferva e não dará os resultados crocantes que você deseja. O mesmo vale para cozinhar carne. Empurrar muita carne na frigideira abaixa a temperatura da frigideira muito rapidamente, o que pode causar degola e uma série de outros problemas. Sua melhor aposta é cozinhar em lotes. O tempo extra que você dedica tornará sua refeição muito melhor.

4. Você não deixa sua carne descansar—Você está com fome e quer comer aquele bife que acabou de tirar da grelha. Esperar! Deixe sua carne descansar antes de cortá-la. Ao descansar, os sucos são redistribuídos pela carne e você obterá resultados mais suculentos. Corte muito cedo, e todo o suco acabará na sua tábua e não vai parar na sua carne. Descanse pedaços menores de carne por tempos mais curtos (digamos 5 a 10 minutos ou mais) e deixe assados ​​maiores por mais tempo (até 20 minutos para um peru inteiro, por exemplo).

5. Você enxágue a carne antes de cozinhar- Enxaguar a carne da pia pode eliminar o fator de limo, mas contamina a pia com bactérias que podem causar doenças transmitidas por alimentos. Enxugue a carne com uma toalha de papel para remover qualquer resíduo indesejado.

6. Usando panelas antiaderentes em alta temperatura—Abaixe o fogo ao usar panelas antiaderentes. As altas temperaturas podem fazer com que o revestimento antiaderente libere PFCs (perfluorocarbonos) na forma de gases. Os PFCs estão ligados a danos no fígado e problemas de desenvolvimento. Verifique com o fabricante da panela quais temperaturas eles recomendam.

7. Uso de utensílios de metal em bandejas antiaderentes—Utilizar utensílios de metal em uma panela antiaderente não é uma boa ideia. Você pode arranhar inadvertidamente a superfície da panela, o que pode levar a ingerir os PFCs no revestimento antiaderente. Use utensílios de madeira ou de borracha resistentes ao calor ao usar panelas antiaderentes.

8. Mistura de líquidos quentes (sem remover a rolha)—Você só precisa misturar líquidos quentes e fazê-los explodir em você e sua cozinha uma vez, porque o resultado é bastante memorável. A maioria dos liquidificadores vem com uma tampa removível na parte superior. Se você já foi atacado por líquidos quentes do seu liquidificador, é provavelmente porque você não removeu a rolha antes de misturar. O vapor do líquido quente cria uma pressão que literalmente explode a tampa se a tampa estiver no lugar. Para aliviar a pressão, remova a rolha e cubra o orifício com uma toalha dobrada para evitar sujar antes de misturar.

9. Coloque os pratos pirex sob a grelha—As frigideiras pirex são ótimas para fazer caçarolas, mas use uma frigideira de metal se sua receita exigir grelhar - mesmo que por um curto período de tempo. As bandejas Pyrex não são projetadas para suportar o calor de um frango. Se ficarem muito quentes, quebrarão e você terá que começar a receita do zero e ter uma grande bagunça para limpar no forno.

10. Mistura excessiva da massa—Quando você está fazendo massa para assar (ou qualquer coisa com grandes quantidades de farinha) você quer que tudo esteja bem misturado. E para combinar, você mistura. Mas muita mistura não é bom. A ação mecânica da mistura faz com que o glúten se forme na farinha, tornando os produtos de panificação duros. Então misture delicadamente até que a massa fique uniforme e, em seguida, coloque a batedeira.

Que maus hábitos culinários você precisa quebrar?

Por Hilary Meyer, Editor Associado de Alimentos da EatingWell

Hilary Meyer, editora associada de EatingWell Food, passa grande parte de seu tempo na EatingWell Test Kitchen, testando e desenvolvendo receitas saudáveis. Ela é graduada pelo New England Culinary Institute.


10 maus hábitos culinários que você deve quebrar


Por Hilary Meyer, editora associada de alimentos, EatingWell Magazine

Alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Quando se trata de cozinhar, você pode ter alguns hábitos ruins dos quais nem mesmo está ciente. Alguns podem estar mantendo sua refeição pouco antes de atingir a perfeição, enquanto outros podem realmente ser prejudiciais à sua saúde. Abaixo estão 10 maus hábitos culinários comuns que você deve quebrar:

1. Óleo de aquecimento até que fume—A maioria das receitas começa com óleo para aquecimento em uma panela. Geralmente leva um pouco de tempo para o fogão esquentar, então colocamos o óleo e viramos as costas para a panela para fazer outra coisa enquanto ela esquenta. Antes que você perceba, você vê nuvens de fumaça, o que significa que a panela está quente e pronta para cozinhar, certo? Errado! Não apenas muitos óleos têm um gosto ruim depois de serem aquecidos ou ultrapassados ​​seu ponto de fumaça, mas quando os óleos são aquecidos até o ponto de fumaça ou reaquecidos repetidamente, eles começam a se decompor, destruindo os antioxidantes benéficos do óleo e formando compostos prejudiciais. No entanto, o ponto de fumaça de um óleo é realmente uma faixa de temperatura (o do azeite está entre 365 ° e 420 ° F), não um número absoluto, porque muitos fatores afetam as propriedades químicas do óleo. Você pode cozinhar de forma segura e saudável com qualquer óleo, não o aquecendo até que comece a soltar fumaça - para deixar o óleo quente o suficiente para cozinhar, apenas aqueça-o até que comece a brilhar.

2. Mexendo demais a comida—É tentador mexer a comida constantemente para evitar que queime, mas mexer demais pode ser uma coisa ruim. Ele evita o escurecimento - um intensificador de sabor que você obtém ao deixar a comida repousar sobre uma superfície quente - e quebra a comida, deixando sua refeição pastosa. Resista à tentação de mexer constantemente, a menos que a receita diga especificamente para fazer isso.

3. Encher demais a frigideira—Às vezes, cozinhar requer um pouco de paciência. Pode ser mais rápido encher a panela até a borda com ingredientes, mas isso pode retardar o cozimento e dar a você uma grande pilha de mingau no final. Se você quiser refogar, encher demais a panela fará com que a comida ferva e não dará os resultados crocantes que você deseja. O mesmo vale para cozinhar carne. Empurrar muita carne na frigideira abaixa a temperatura da frigideira muito rapidamente, o que pode causar degola e uma série de outros problemas. Sua melhor aposta é cozinhar em lotes. O tempo extra que você dedica tornará sua refeição muito melhor.

4. Você não deixa sua carne descansar—Você está com fome e quer comer aquele bife que acabou de tirar da grelha. Esperar! Deixe sua carne descansar antes de cortá-la. Ao descansar, os sucos são redistribuídos pela carne e você obterá resultados mais suculentos. Corte muito cedo, e todo o suco acabará na sua tábua de cortar e não vai parar na sua carne. Descanse pedaços menores de carne por tempos mais curtos (digamos 5 a 10 minutos ou mais) e assados ​​maiores por mais tempo (até 20 minutos para um peru inteiro, por exemplo).

5. Você enxágue a carne antes de cozinhar- Enxaguar a carne da pia pode eliminar o fator de limo, mas contamina a pia com bactérias que podem causar doenças transmitidas por alimentos. Enxugue a carne com uma toalha de papel para remover qualquer resíduo indesejado.

6. Usando panelas antiaderentes em alta temperatura—Abaixe o fogo ao usar panelas antiaderentes. As altas temperaturas podem fazer com que o revestimento antiaderente libere PFCs (perfluorocarbonos) na forma de gases. Os PFCs estão ligados a danos ao fígado e problemas de desenvolvimento. Verifique com o fabricante da panela quais temperaturas eles recomendam.

7. Uso de utensílios de metal em bandejas antiaderentes—Utilizar utensílios de metal em uma panela antiaderente não é uma boa ideia. Você pode arranhar inadvertidamente a superfície da panela, o que pode levar a ingerir os PFCs no revestimento antiaderente. Use utensílios de madeira ou de borracha resistentes ao calor ao usar panelas antiaderentes.

8. Mistura de líquidos quentes (sem remover a rolha)—Você só precisa misturar líquidos quentes e fazê-los explodir em você e sua cozinha uma vez, porque o resultado é bastante memorável. A maioria dos liquidificadores vem com uma tampa removível na parte superior. Se você já foi agredido por líquidos quentes de seu liquidificador, provavelmente é porque você não removeu a rolha antes de misturar. O vapor do líquido quente cria uma pressão que literalmente explode a tampa se a tampa estiver no lugar. Para aliviar a pressão, remova a rolha e cubra o orifício com uma toalha dobrada para evitar sujar antes de misturar.

9. Coloque os pratos pirex sob a grelha—As frigideiras pirex são ótimas para fazer caçarolas, mas use uma frigideira de metal se sua receita exigir grelhar - mesmo por um curto período de tempo. As bandejas Pyrex não são projetadas para suportar o calor de um frango. Se ficarem muito quentes, quebrarão, e você terá que começar a receita do zero e ter uma grande bagunça para limpar no forno.

10. Mistura excessiva da massa—Quando você está fazendo massa para assar (ou qualquer coisa com grandes quantidades de farinha) você quer que tudo esteja bem misturado. E para combinar, você mistura. Mas muita mistura não é bom. A ação mecânica da mistura faz com que o glúten se forme na farinha, tornando os produtos de panificação duros. Então misture delicadamente até que a massa fique uniforme e, em seguida, coloque a batedeira.

Que maus hábitos culinários você precisa quebrar?

Por Hilary Meyer, Editor Associado de Alimentos da EatingWell

Hilary Meyer, editora associada de EatingWell Food, passa grande parte de seu tempo na EatingWell Test Kitchen, testando e desenvolvendo receitas saudáveis. Ela é graduada pelo New England Culinary Institute.


10 maus hábitos culinários que você deve quebrar


Por Hilary Meyer, editora associada de alimentos, EatingWell Magazine

Alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Quando se trata de cozinhar, você pode ter alguns hábitos ruins dos quais nem mesmo está ciente. Alguns podem estar mantendo sua refeição pouco antes de atingir a perfeição, enquanto outros podem realmente ser prejudiciais à sua saúde. Abaixo estão 10 maus hábitos culinários comuns que você deve quebrar:

1. Óleo de aquecimento até que fume—A maioria das receitas começa com óleo para aquecimento em uma panela. Geralmente leva um pouco de tempo para o fogão esquentar, então colocamos o óleo e viramos as costas para a panela para fazer outra coisa enquanto ela esquenta. Antes que você perceba, você vê nuvens de fumaça, o que significa que a panela está quente e pronta para cozinhar, certo? Errado! Não apenas muitos óleos têm um gosto ruim depois de serem aquecidos ou ultrapassados ​​seu ponto de fumaça, mas quando os óleos são aquecidos até o ponto de fumaça ou reaquecidos repetidamente, eles começam a se decompor, destruindo os antioxidantes benéficos do óleo e formando compostos prejudiciais. No entanto, o ponto de fumaça de um óleo é realmente uma faixa de temperatura (o do azeite está entre 365 ° e 420 ° F), não um número absoluto, porque muitos fatores afetam as propriedades químicas do óleo. Você pode cozinhar de forma segura e saudável com qualquer óleo, não o aquecendo até que comece a soltar fumaça - para deixar o óleo quente o suficiente para cozinhar, apenas aqueça-o até que comece a brilhar.

2. Mexendo demais a comida—É tentador mexer a comida constantemente para evitar que queime, mas mexer demais pode ser uma coisa ruim. Ele evita o escurecimento - um intensificador de sabor que você obtém ao deixar a comida repousar sobre uma superfície quente - e quebra a comida, deixando sua refeição pastosa. Resista à tentação de mexer constantemente, a menos que a receita diga especificamente para você fazer isso.

3. Encher demais a frigideira—Às vezes, cozinhar exige um pouco de paciência. Pode ser mais rápido encher a panela até a borda com ingredientes, mas isso pode retardar o cozimento e dar a você uma grande pilha de mingau no final. Se você quiser refogar, encher demais a panela fará com que a comida ferva e não dará os resultados crocantes que você deseja. O mesmo vale para cozinhar carne. Empurrar muita carne na frigideira abaixa a temperatura da frigideira muito rapidamente, o que pode causar degola e uma série de outros problemas. Sua melhor aposta é cozinhar em lotes. O tempo extra que você dedica tornará sua refeição muito melhor.

4. Você não deixa sua carne descansar—Você está com fome e quer comer aquele bife que acabou de tirar da grelha. Esperar! Deixe sua carne descansar antes de cortá-la. Ao descansar, os sucos são redistribuídos pela carne e você obterá resultados mais suculentos. Corte muito cedo, e todo o suco acabará na sua tábua e não vai parar na sua carne. Descanse pedaços menores de carne por tempos mais curtos (digamos 5 a 10 minutos ou mais) e assados ​​maiores por mais tempo (até 20 minutos para um peru inteiro, por exemplo).

5. Você enxágue a carne antes de cozinhar- Enxaguar a carne da pia pode eliminar o fator de limo, mas contamina a pia com bactérias que podem causar doenças transmitidas por alimentos. Enxugue a carne com uma toalha de papel para remover qualquer resíduo indesejado.

6. Usando panelas antiaderentes em alta temperatura—Abaixe o fogo ao usar panelas antiaderentes. As altas temperaturas podem fazer com que o revestimento antiaderente libere PFCs (perfluorocarbonos) na forma de gases. Os PFCs estão ligados a danos no fígado e problemas de desenvolvimento. Verifique com o fabricante da panela quais temperaturas eles recomendam.

7. Uso de utensílios de metal em bandejas antiaderentes—Utilizar utensílios de metal em uma panela antiaderente não é uma boa ideia. Você pode arranhar inadvertidamente a superfície da panela, o que pode levar a ingerir os PFCs no revestimento antiaderente. Use utensílios de madeira ou de borracha resistentes ao calor ao usar panelas antiaderentes.

8. Mistura de líquidos quentes (sem remover a rolha)—Você só precisa misturar líquidos quentes e fazê-los explodir em você e sua cozinha uma vez, porque o resultado é bastante memorável. A maioria dos liquidificadores vem com uma tampa removível na parte superior. Se você já foi atacado por líquidos quentes do seu liquidificador, é provavelmente porque você não removeu a rolha antes de misturar. O vapor do líquido quente cria uma pressão que literalmente explode a tampa se a tampa estiver no lugar. Para aliviar a pressão, remova a rolha e cubra o orifício com uma toalha dobrada para evitar sujar antes de misturar.

9. Coloque os pratos pirex sob a grelha—As frigideiras pirex são ótimas para fazer caçarolas, mas use uma frigideira de metal se sua receita exigir grelhar - mesmo que por um curto período de tempo. As bandejas Pyrex não são projetadas para suportar o calor de um frango. Se ficarem muito quentes, quebrarão e você terá que começar a receita do zero e ter uma grande bagunça para limpar no forno.

10. Mistura excessiva da massa—Quando você está fazendo massa para assar (ou qualquer coisa com grandes quantidades de farinha) você quer que tudo esteja bem misturado. E para combinar, você mistura. Mas muita mistura não é bom. A ação mecânica da mistura faz com que o glúten se forme na farinha, tornando os produtos de panificação duros. Então misture delicadamente até que a massa fique uniforme e, em seguida, coloque a batedeira.

Que maus hábitos culinários você precisa quebrar?

Por Hilary Meyer, Editor Associado de Alimentos da EatingWell

Hilary Meyer, editora associada de EatingWell Food, passa grande parte de seu tempo na EatingWell Test Kitchen, testando e desenvolvendo receitas saudáveis. Ela é graduada pelo New England Culinary Institute.


10 maus hábitos culinários que você deve quebrar


Por Hilary Meyer, editora associada de alimentos, EatingWell Magazine

Alguns hábitos podem ser difíceis de quebrar. Quando se trata de cozinhar, você pode ter alguns hábitos ruins dos quais nem mesmo está ciente. Alguns podem estar mantendo sua refeição pouco antes de atingir a perfeição, enquanto outros podem realmente ser prejudiciais à sua saúde. Abaixo estão 10 maus hábitos culinários comuns que você deve quebrar:

1. Óleo de aquecimento até que fume—A maioria das receitas começa com óleo para aquecimento em uma panela. Geralmente leva um pouco de tempo para o fogão esquentar, então colocamos o óleo e viramos as costas para a panela para fazer outra coisa enquanto ela esquenta. Antes que você perceba, você vê nuvens de fumaça, o que significa que a panela está quente e pronta para cozinhar, certo? Errado! Não apenas muitos óleos têm um gosto ruim depois de serem aquecidos ou ultrapassados ​​seu ponto de fumaça, mas quando os óleos são aquecidos até o ponto de fumaça ou reaquecidos repetidamente, eles começam a se decompor, destruindo os antioxidantes benéficos do óleo e formando compostos prejudiciais. However, an oil’s smoke point is really a temperature range (olive oil’s is between 365° and 420°F), not an absolute number, because many factors affect the chemical properties of oil. You can safely and healthfully cook with any oil by not ­heating it until it’s smoking—to get your oil hot enough to cook with, just heat it until it shimmers.

2. Stirring Your Food Too Much—It’s tempting to stir your food constantly to prevent burning, but stirring too much can be a bad thing. It prevents browning—a flavor booster you get by letting your food sit on a hot surface—and it breaks food apart, making your meal mushy. Resist the urge to stir constantly unless the recipe specifically tells you to do so.

3. Overfilling Your Pan—Sometimes cooking requires a little patience. It may be faster to fill your pan to the brim with ingredients, but doing that can actually slow cooking and give you a big pile of mush at the end. If you want to sauté, filling your pan too full will cause your food to steam and not give you the crispy results you are looking for. The same goes for cooking meat. Shoving too much meat in the pan lowers the temperature of the pan too quickly, which can cause sticking and a whole host of other problems. Your best bet is to cook in batches. The extra time you put into it will make your meal much better.

4. You Don’t Let Your Meat Rest—You’re hungry and you want to dig into that steak you just pulled off the grill. Esperar! Let your meat rest before you cut into it. By resting, the juices redistribute through the meat and you’ll get juicier results. Cut it too soon, and all the juice runs out on your cutting board and doesn’t end up in your meat. Rest smaller cuts of meat for shorter times (say 5 to 10 minutes or so) and rest larger roasts for longer (up to 20 minutes for a whole turkey, for example).

5. You Rinse Meat Before Cooking—Rinsing meat off in your sink may get rid of the slime factor, but it contaminates your sink with bacteria that could potentially cause foodborne illness. Pat your meat with a paper towel instead to remove any unwanted residue.

6. Using Nonstick Pans on High Heat—Turn down the heat when using nonstick pans. High temperatures can cause the nonstick lining to release PFCs (perfluorocarbons) in the form of fumes. PFCs are linked to liver damage and developmental problems. Check with your pan manufacturer to see what temperatures they recommend.

7. Using Metal Utensils on Nonstick Pans—Using metal utensils in a nonstick pan is not a good idea. You can inadvertently scratch the surface of the pan, which could lead you to ingest the PFCs in the nonstick lining. Use wooden or heat-safe rubber utensils when using nonstick pans.

8. Blending Hot Liquids (Without Removing the Stopper)—You only have to blend hot liquids and have them explode all over you and your kitchen once, because the aftermath is fairly memorable. Most blenders come with a removable stopper on the top. If you’ve ever been assaulted by hot liquids from your blender, it’s probably because you didn’t remove the stopper before you blended. Steam from the hot liquid creates pressure that literally blasts off the lid if the stopper is in place. To ease the pressure, remove the stopper and cover the hole with a folded towel to prevent a mess before blending.

9. Put Pyrex Dishes Under the Broiler—Pyrex pans are great for making casseroles, but use a metal pan if your recipe requires broiling—even for a short amount of time. Pyrex pans are not designed to withstand the heat from a broiler. If they get too hot, they shatter, and you’ll have to start the recipe from scratch and have a big mess to clean up in your oven.

10. Overmixing Batter—When you’re making batter for baking (or anything with large amounts of flour) you want everything to be well combined. And to combine, you mix. But too much mixing isn’t good. The mechanical action of the mixing causes gluten to form in the flour, making baked goods tough. So gently mix until the batter is uniform, then put down your mixer.

What bad cooking habits do you need to break?

By Hilary Meyer, EatingWell Associate Food Editor

EatingWell Associate Food Editor Hilary Meyer spends much of her time in the EatingWell Test Kitchen, testing and developing healthy recipes. She is a graduate of New England Culinary Institute.


10 Bad Cooking Habits You Should Break


By Hilary Meyer, Associate Food Editor, EatingWell Magazine

Some habits can be tough to break. When it comes to cooking, you may have some bad habits that you’re not even aware of. Some may be keeping your meal just short of reaching perfection while others may actually be hazardous to your health. Below are 10 common bad cooking habits that you should break:

1. Heating Oil Until It Smokes—Most recipes start with heating oil in a pan. It usually takes a little time for the stove to warm up, so we pour the oil and then turn our backs on the pan to do something else while it heats. Before you know it, you see wisps of smoke, which means the pan is hot and ready for cooking, right? Errado! Not only do many oils taste bad once they have been heated to or past their smoke point, but when oils are heated to their smoke point or reheated repeatedly, they start to break down, destroying the oil’s beneficial antioxidants and forming harmful compounds. However, an oil’s smoke point is really a temperature range (olive oil’s is between 365° and 420°F), not an absolute number, because many factors affect the chemical properties of oil. You can safely and healthfully cook with any oil by not ­heating it until it’s smoking—to get your oil hot enough to cook with, just heat it until it shimmers.

2. Stirring Your Food Too Much—It’s tempting to stir your food constantly to prevent burning, but stirring too much can be a bad thing. It prevents browning—a flavor booster you get by letting your food sit on a hot surface—and it breaks food apart, making your meal mushy. Resist the urge to stir constantly unless the recipe specifically tells you to do so.

3. Overfilling Your Pan—Sometimes cooking requires a little patience. It may be faster to fill your pan to the brim with ingredients, but doing that can actually slow cooking and give you a big pile of mush at the end. If you want to sauté, filling your pan too full will cause your food to steam and not give you the crispy results you are looking for. The same goes for cooking meat. Shoving too much meat in the pan lowers the temperature of the pan too quickly, which can cause sticking and a whole host of other problems. Your best bet is to cook in batches. The extra time you put into it will make your meal much better.

4. You Don’t Let Your Meat Rest—You’re hungry and you want to dig into that steak you just pulled off the grill. Esperar! Let your meat rest before you cut into it. By resting, the juices redistribute through the meat and you’ll get juicier results. Cut it too soon, and all the juice runs out on your cutting board and doesn’t end up in your meat. Rest smaller cuts of meat for shorter times (say 5 to 10 minutes or so) and rest larger roasts for longer (up to 20 minutes for a whole turkey, for example).

5. You Rinse Meat Before Cooking—Rinsing meat off in your sink may get rid of the slime factor, but it contaminates your sink with bacteria that could potentially cause foodborne illness. Pat your meat with a paper towel instead to remove any unwanted residue.

6. Using Nonstick Pans on High Heat—Turn down the heat when using nonstick pans. High temperatures can cause the nonstick lining to release PFCs (perfluorocarbons) in the form of fumes. PFCs are linked to liver damage and developmental problems. Check with your pan manufacturer to see what temperatures they recommend.

7. Using Metal Utensils on Nonstick Pans—Using metal utensils in a nonstick pan is not a good idea. You can inadvertently scratch the surface of the pan, which could lead you to ingest the PFCs in the nonstick lining. Use wooden or heat-safe rubber utensils when using nonstick pans.

8. Blending Hot Liquids (Without Removing the Stopper)—You only have to blend hot liquids and have them explode all over you and your kitchen once, because the aftermath is fairly memorable. Most blenders come with a removable stopper on the top. If you’ve ever been assaulted by hot liquids from your blender, it’s probably because you didn’t remove the stopper before you blended. Steam from the hot liquid creates pressure that literally blasts off the lid if the stopper is in place. To ease the pressure, remove the stopper and cover the hole with a folded towel to prevent a mess before blending.

9. Put Pyrex Dishes Under the Broiler—Pyrex pans are great for making casseroles, but use a metal pan if your recipe requires broiling—even for a short amount of time. Pyrex pans are not designed to withstand the heat from a broiler. If they get too hot, they shatter, and you’ll have to start the recipe from scratch and have a big mess to clean up in your oven.

10. Overmixing Batter—When you’re making batter for baking (or anything with large amounts of flour) you want everything to be well combined. And to combine, you mix. But too much mixing isn’t good. The mechanical action of the mixing causes gluten to form in the flour, making baked goods tough. So gently mix until the batter is uniform, then put down your mixer.

What bad cooking habits do you need to break?

By Hilary Meyer, EatingWell Associate Food Editor

EatingWell Associate Food Editor Hilary Meyer spends much of her time in the EatingWell Test Kitchen, testing and developing healthy recipes. She is a graduate of New England Culinary Institute.


10 Bad Cooking Habits You Should Break


By Hilary Meyer, Associate Food Editor, EatingWell Magazine

Some habits can be tough to break. When it comes to cooking, you may have some bad habits that you’re not even aware of. Some may be keeping your meal just short of reaching perfection while others may actually be hazardous to your health. Below are 10 common bad cooking habits that you should break:

1. Heating Oil Until It Smokes—Most recipes start with heating oil in a pan. It usually takes a little time for the stove to warm up, so we pour the oil and then turn our backs on the pan to do something else while it heats. Before you know it, you see wisps of smoke, which means the pan is hot and ready for cooking, right? Errado! Not only do many oils taste bad once they have been heated to or past their smoke point, but when oils are heated to their smoke point or reheated repeatedly, they start to break down, destroying the oil’s beneficial antioxidants and forming harmful compounds. However, an oil’s smoke point is really a temperature range (olive oil’s is between 365° and 420°F), not an absolute number, because many factors affect the chemical properties of oil. You can safely and healthfully cook with any oil by not ­heating it until it’s smoking—to get your oil hot enough to cook with, just heat it until it shimmers.

2. Stirring Your Food Too Much—It’s tempting to stir your food constantly to prevent burning, but stirring too much can be a bad thing. It prevents browning—a flavor booster you get by letting your food sit on a hot surface—and it breaks food apart, making your meal mushy. Resist the urge to stir constantly unless the recipe specifically tells you to do so.

3. Overfilling Your Pan—Sometimes cooking requires a little patience. It may be faster to fill your pan to the brim with ingredients, but doing that can actually slow cooking and give you a big pile of mush at the end. If you want to sauté, filling your pan too full will cause your food to steam and not give you the crispy results you are looking for. The same goes for cooking meat. Shoving too much meat in the pan lowers the temperature of the pan too quickly, which can cause sticking and a whole host of other problems. Your best bet is to cook in batches. The extra time you put into it will make your meal much better.

4. You Don’t Let Your Meat Rest—You’re hungry and you want to dig into that steak you just pulled off the grill. Esperar! Let your meat rest before you cut into it. By resting, the juices redistribute through the meat and you’ll get juicier results. Cut it too soon, and all the juice runs out on your cutting board and doesn’t end up in your meat. Rest smaller cuts of meat for shorter times (say 5 to 10 minutes or so) and rest larger roasts for longer (up to 20 minutes for a whole turkey, for example).

5. You Rinse Meat Before Cooking—Rinsing meat off in your sink may get rid of the slime factor, but it contaminates your sink with bacteria that could potentially cause foodborne illness. Pat your meat with a paper towel instead to remove any unwanted residue.

6. Using Nonstick Pans on High Heat—Turn down the heat when using nonstick pans. High temperatures can cause the nonstick lining to release PFCs (perfluorocarbons) in the form of fumes. PFCs are linked to liver damage and developmental problems. Check with your pan manufacturer to see what temperatures they recommend.

7. Using Metal Utensils on Nonstick Pans—Using metal utensils in a nonstick pan is not a good idea. You can inadvertently scratch the surface of the pan, which could lead you to ingest the PFCs in the nonstick lining. Use wooden or heat-safe rubber utensils when using nonstick pans.

8. Blending Hot Liquids (Without Removing the Stopper)—You only have to blend hot liquids and have them explode all over you and your kitchen once, because the aftermath is fairly memorable. Most blenders come with a removable stopper on the top. If you’ve ever been assaulted by hot liquids from your blender, it’s probably because you didn’t remove the stopper before you blended. Steam from the hot liquid creates pressure that literally blasts off the lid if the stopper is in place. To ease the pressure, remove the stopper and cover the hole with a folded towel to prevent a mess before blending.

9. Put Pyrex Dishes Under the Broiler—Pyrex pans are great for making casseroles, but use a metal pan if your recipe requires broiling—even for a short amount of time. Pyrex pans are not designed to withstand the heat from a broiler. If they get too hot, they shatter, and you’ll have to start the recipe from scratch and have a big mess to clean up in your oven.

10. Overmixing Batter—When you’re making batter for baking (or anything with large amounts of flour) you want everything to be well combined. And to combine, you mix. But too much mixing isn’t good. The mechanical action of the mixing causes gluten to form in the flour, making baked goods tough. So gently mix until the batter is uniform, then put down your mixer.

What bad cooking habits do you need to break?

By Hilary Meyer, EatingWell Associate Food Editor

EatingWell Associate Food Editor Hilary Meyer spends much of her time in the EatingWell Test Kitchen, testing and developing healthy recipes. She is a graduate of New England Culinary Institute.


10 Bad Cooking Habits You Should Break


By Hilary Meyer, Associate Food Editor, EatingWell Magazine

Some habits can be tough to break. When it comes to cooking, you may have some bad habits that you’re not even aware of. Some may be keeping your meal just short of reaching perfection while others may actually be hazardous to your health. Below are 10 common bad cooking habits that you should break:

1. Heating Oil Until It Smokes—Most recipes start with heating oil in a pan. It usually takes a little time for the stove to warm up, so we pour the oil and then turn our backs on the pan to do something else while it heats. Before you know it, you see wisps of smoke, which means the pan is hot and ready for cooking, right? Errado! Not only do many oils taste bad once they have been heated to or past their smoke point, but when oils are heated to their smoke point or reheated repeatedly, they start to break down, destroying the oil’s beneficial antioxidants and forming harmful compounds. However, an oil’s smoke point is really a temperature range (olive oil’s is between 365° and 420°F), not an absolute number, because many factors affect the chemical properties of oil. You can safely and healthfully cook with any oil by not ­heating it until it’s smoking—to get your oil hot enough to cook with, just heat it until it shimmers.

2. Stirring Your Food Too Much—It’s tempting to stir your food constantly to prevent burning, but stirring too much can be a bad thing. It prevents browning—a flavor booster you get by letting your food sit on a hot surface—and it breaks food apart, making your meal mushy. Resist the urge to stir constantly unless the recipe specifically tells you to do so.

3. Overfilling Your Pan—Sometimes cooking requires a little patience. It may be faster to fill your pan to the brim with ingredients, but doing that can actually slow cooking and give you a big pile of mush at the end. If you want to sauté, filling your pan too full will cause your food to steam and not give you the crispy results you are looking for. The same goes for cooking meat. Shoving too much meat in the pan lowers the temperature of the pan too quickly, which can cause sticking and a whole host of other problems. Your best bet is to cook in batches. The extra time you put into it will make your meal much better.

4. You Don’t Let Your Meat Rest—You’re hungry and you want to dig into that steak you just pulled off the grill. Esperar! Let your meat rest before you cut into it. By resting, the juices redistribute through the meat and you’ll get juicier results. Cut it too soon, and all the juice runs out on your cutting board and doesn’t end up in your meat. Rest smaller cuts of meat for shorter times (say 5 to 10 minutes or so) and rest larger roasts for longer (up to 20 minutes for a whole turkey, for example).

5. You Rinse Meat Before Cooking—Rinsing meat off in your sink may get rid of the slime factor, but it contaminates your sink with bacteria that could potentially cause foodborne illness. Pat your meat with a paper towel instead to remove any unwanted residue.

6. Using Nonstick Pans on High Heat—Turn down the heat when using nonstick pans. High temperatures can cause the nonstick lining to release PFCs (perfluorocarbons) in the form of fumes. PFCs are linked to liver damage and developmental problems. Check with your pan manufacturer to see what temperatures they recommend.

7. Using Metal Utensils on Nonstick Pans—Using metal utensils in a nonstick pan is not a good idea. You can inadvertently scratch the surface of the pan, which could lead you to ingest the PFCs in the nonstick lining. Use wooden or heat-safe rubber utensils when using nonstick pans.

8. Blending Hot Liquids (Without Removing the Stopper)—You only have to blend hot liquids and have them explode all over you and your kitchen once, because the aftermath is fairly memorable. Most blenders come with a removable stopper on the top. If you’ve ever been assaulted by hot liquids from your blender, it’s probably because you didn’t remove the stopper before you blended. Steam from the hot liquid creates pressure that literally blasts off the lid if the stopper is in place. To ease the pressure, remove the stopper and cover the hole with a folded towel to prevent a mess before blending.

9. Put Pyrex Dishes Under the Broiler—Pyrex pans are great for making casseroles, but use a metal pan if your recipe requires broiling—even for a short amount of time. Pyrex pans are not designed to withstand the heat from a broiler. If they get too hot, they shatter, and you’ll have to start the recipe from scratch and have a big mess to clean up in your oven.

10. Overmixing Batter—When you’re making batter for baking (or anything with large amounts of flour) you want everything to be well combined. And to combine, you mix. But too much mixing isn’t good. The mechanical action of the mixing causes gluten to form in the flour, making baked goods tough. So gently mix until the batter is uniform, then put down your mixer.

What bad cooking habits do you need to break?

By Hilary Meyer, EatingWell Associate Food Editor

EatingWell Associate Food Editor Hilary Meyer spends much of her time in the EatingWell Test Kitchen, testing and developing healthy recipes. She is a graduate of New England Culinary Institute.


10 Bad Cooking Habits You Should Break


By Hilary Meyer, Associate Food Editor, EatingWell Magazine

Some habits can be tough to break. When it comes to cooking, you may have some bad habits that you’re not even aware of. Some may be keeping your meal just short of reaching perfection while others may actually be hazardous to your health. Below are 10 common bad cooking habits that you should break:

1. Heating Oil Until It Smokes—Most recipes start with heating oil in a pan. It usually takes a little time for the stove to warm up, so we pour the oil and then turn our backs on the pan to do something else while it heats. Before you know it, you see wisps of smoke, which means the pan is hot and ready for cooking, right? Errado! Not only do many oils taste bad once they have been heated to or past their smoke point, but when oils are heated to their smoke point or reheated repeatedly, they start to break down, destroying the oil’s beneficial antioxidants and forming harmful compounds. However, an oil’s smoke point is really a temperature range (olive oil’s is between 365° and 420°F), not an absolute number, because many factors affect the chemical properties of oil. You can safely and healthfully cook with any oil by not ­heating it until it’s smoking—to get your oil hot enough to cook with, just heat it until it shimmers.

2. Stirring Your Food Too Much—It’s tempting to stir your food constantly to prevent burning, but stirring too much can be a bad thing. It prevents browning—a flavor booster you get by letting your food sit on a hot surface—and it breaks food apart, making your meal mushy. Resist the urge to stir constantly unless the recipe specifically tells you to do so.

3. Overfilling Your Pan—Sometimes cooking requires a little patience. It may be faster to fill your pan to the brim with ingredients, but doing that can actually slow cooking and give you a big pile of mush at the end. If you want to sauté, filling your pan too full will cause your food to steam and not give you the crispy results you are looking for. The same goes for cooking meat. Shoving too much meat in the pan lowers the temperature of the pan too quickly, which can cause sticking and a whole host of other problems. Your best bet is to cook in batches. The extra time you put into it will make your meal much better.

4. You Don’t Let Your Meat Rest—You’re hungry and you want to dig into that steak you just pulled off the grill. Esperar! Let your meat rest before you cut into it. By resting, the juices redistribute through the meat and you’ll get juicier results. Cut it too soon, and all the juice runs out on your cutting board and doesn’t end up in your meat. Rest smaller cuts of meat for shorter times (say 5 to 10 minutes or so) and rest larger roasts for longer (up to 20 minutes for a whole turkey, for example).

5. You Rinse Meat Before Cooking—Rinsing meat off in your sink may get rid of the slime factor, but it contaminates your sink with bacteria that could potentially cause foodborne illness. Pat your meat with a paper towel instead to remove any unwanted residue.

6. Using Nonstick Pans on High Heat—Turn down the heat when using nonstick pans. High temperatures can cause the nonstick lining to release PFCs (perfluorocarbons) in the form of fumes. PFCs are linked to liver damage and developmental problems. Check with your pan manufacturer to see what temperatures they recommend.

7. Using Metal Utensils on Nonstick Pans—Using metal utensils in a nonstick pan is not a good idea. You can inadvertently scratch the surface of the pan, which could lead you to ingest the PFCs in the nonstick lining. Use wooden or heat-safe rubber utensils when using nonstick pans.

8. Blending Hot Liquids (Without Removing the Stopper)—You only have to blend hot liquids and have them explode all over you and your kitchen once, because the aftermath is fairly memorable. Most blenders come with a removable stopper on the top. If you’ve ever been assaulted by hot liquids from your blender, it’s probably because you didn’t remove the stopper before you blended. Steam from the hot liquid creates pressure that literally blasts off the lid if the stopper is in place. To ease the pressure, remove the stopper and cover the hole with a folded towel to prevent a mess before blending.

9. Put Pyrex Dishes Under the Broiler—Pyrex pans are great for making casseroles, but use a metal pan if your recipe requires broiling—even for a short amount of time. Pyrex pans are not designed to withstand the heat from a broiler. If they get too hot, they shatter, and you’ll have to start the recipe from scratch and have a big mess to clean up in your oven.

10. Overmixing Batter—When you’re making batter for baking (or anything with large amounts of flour) you want everything to be well combined. And to combine, you mix. But too much mixing isn’t good. The mechanical action of the mixing causes gluten to form in the flour, making baked goods tough. So gently mix until the batter is uniform, then put down your mixer.

What bad cooking habits do you need to break?

By Hilary Meyer, EatingWell Associate Food Editor

EatingWell Associate Food Editor Hilary Meyer spends much of her time in the EatingWell Test Kitchen, testing and developing healthy recipes. She is a graduate of New England Culinary Institute.